Sábado, 27 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Light Rain

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Artes Visuais Sbørnia em Revista terá segunda temporada: A Expedizsøn!

Compartilhe esta notícia:

A nova fase da websérie protagonizada por Hique Gomez, Simone Rasslan e Cláudio Levitan apresentará entrevistas, novos quadros, clipes inéditos e participações especiais

Foto: Rafael Rozo Berlezi/Divulgação
A nova fase da websérie protagonizada por Hique Gomez, Simone Rasslan e Cláudio Levitan apresentará entrevistas, novos quadros, clipes inéditos e participações especiais. (Foto: Rafael Rozo Berlezi/Divulgação)

Sbørnia em Revista terá segunda temporada: A Expedizsøn! A primeira temporada, dividida em quatro episódios, foi ao ar em novembro e dezembro de 2020 no canal A Sbørnia Kontr’Atracka no YouTube, e apresentou quadros inéditos de humor e material de arquivo das mais de três décadas de espetáculos.

A experiência deu tão certo que os artistas decidiram levá-la adiante, e já está em fase de produção a segunda temporada da série, realizada com recursos da Lei nº 14.017/2020. A estreia da segunda temporada, chamada de A Expedizsøn será no dia 03 de abril, às 19h. Os outros dois episódios entrarão no ar dias 11 e 18 de abril, no mesmo horário.

O enredo que dá o tema dos três novos episódios remete ao maior tesouro da Sbørnia, a Recykla Gran Rechebuchyn, uma grande lixeira cultural de onde são extraídos e reciclados os sucessos musicais esquecidos por outras nações.

Devido a uma grande estiagem artística que se acometeu sobre o mundo todo no último ano, as valiosas reservas de lixo cultural da Sbørnia chegaram a níveis muito baixos, e foi preciso que o Professor Ubaldo Kanflutz (Cláudio Levitan) organizasse uma expedição – ou, em bom sbørniano, expedizsøn – por diversas cidades, para encontrar novos e experientes artistas cujas obras serão preservadas no patrimônio cultural da ilha flutuante.

Kraunus Sang (Hique Gomez) e Nabiha Nabaha (Simone Rasslan) sairão à procura desses artistas, que serão os convidados especiais da série. “Teremos a participação de talentos musicais das periferias do Rio Grande do Sul. São performances artísticas que seguem a linha da comédia musical A Sbørnia Kontr’Atracka, adaptadas ao formato audiovisual e transmitidas em nosso canal do YouTube”, comenta Hique Gomez, que também é o idealizador e diretor geral da websérie.

Hique e a produtora Marilourdes Franarin se aprofundaram em uma pesquisa nas periferias do Rio Grande do Sul, em busca desses nomes. Entre os músicos convidados estão Dona Cô, sambista octogenária de Pelotas, o jovem gaiteiro Douglas Santana, de São Francisco de Paula, o percussionista Kako Xavier, da Praia do Laranjal, que atua disseminando a importância dos tambores na cultura gaúcha, o rapper Nitro Di e o grupo feminino de pagode SambaDelas, de Porto Alegre.

Ao todo, serão nove participações, três em cada episódio, com números musicais e entrevistas, sempre com a habitual dose de humor e ficção que caracteriza o espetáculo e a série. Seguindo com a estética de cenários virtuais que marcaram a primeira temporada, as entrevistas serão ambientadas em plena órbita terrestre, na estação espacial sbørniana Sprøtna 4.

Além disso, alguns quadros que já fizeram parte da primeira temporada, como os musicais “As Devagar Quase Paradas de Sucesso” e o nostálgico arquivo do “Tubo do Tempo”, terão continuação nos novos episódios.

Assim como na primeira temporada, as gravações são realizadas de modo remoto, com equipamentos previamente instalados nas casas dos artistas e monitoramento a distância pela equipe técnica. A temporada tem previsão de lançamento para o mês de abril no canal A Sbørnia Kontr’Atracka no YouTube, e posteriormente será exibida pela TVE-RS. Enquanto isso, vale a pena assistir à primeira temporada no YouTube.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Artes Visuais

Patrícia Cardoso posta foto com Marcelo Adnet e filha e diz: “Só sei agradecer”
Paulo Ricardo é proibido de explorar músicas do RPM; a Justiça impede que o cantor use a marca sem autorização dos integrantes da banda
Deixe seu comentário
Pode te interessar