Sábado, 15 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Música Sertanejo Edson fala da superação da Covid-19 e novos projetos: “Meu maior medo era morrer”

Compartilhe esta notícia:

Aos 46 anos, cantor fala sobre recuperação de doença e enaltece apoio da mulher, Deia Cypri

Foto: Gregory Rocha/Divulgação
Aos 46 anos, cantor fala sobre recuperação de doença e enaltece apoio da mulher, Deia Cypri. (Foto: Gregory Rocha/Divulgação)

Edson, cantor que forma dupla sertaneja com Hudson, vive uma fase de esperanças renovadas após um período internado em decorrência da Covid-19. Aos 46 anos de idade, o sertanejo travou uma batalha contra a doença provocada pelo coronavírus e se mostra com disposição para colocar novos projetos em prática.

“Como fui internado com a Covid, que exigiu uma luta muito grande, tive que postergar alguns compromissos”, conta ele, que entre os projetos adiados está o do lançamento de uma linha de café, anunciado na quarta-feira (14), quando foi comemorado o Dia Mundial do Café. A apresentadora Deia Cypri, mulher de Edson, está com ele na empreitada, assim como esteve presente nos cuidados quando ficou hospitalizado para tratar a doença.

A carreira musical, no entanto, segue como foco. “Meu projeto com meu irmão, a dupla Edson & Hudson, é a base de tudo. A gente tem muita sorte de estar no mercado há tempo, crescendo e conquistando fãs”, afirma.

“Confesso que meu maior medo era o de morrer. Não estava na minha mão. Tive o privilégio de ter a médica intensivista Ludhmila Hajjar ao meu lado, assim como uma equipe que cuidou muito bem de mim. Graças a Deus, meu corpo reagiu aos medicamentos e hoje estou 100% recuperado. Deus é maravilhoso e coloca pessoas no nosso caminho para nos salvar.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Grávida, Gal Gadot posa com mão no barrigão e agradece ao receber prêmio
Cleo parabeniza o filho do namorado: “Te amo e tô morrendo de saudades”
Deixe seu comentário
Pode te interessar