Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Notícias Servidores gaúchos da segurança pública participarão de um seminário sobre prevenção do suicídio

Compartilhe esta notícia:

Pauta do evento inclui debates sobre a saúde mental dos profissionais da área. (Foto: EBC)

A rotina de combate à criminalidade exige equilíbrio emocional permanente para lidar com situações adversas e estressantes. Para promover a conscientização sobre a importância desse aspecto para quem atua na área da segurança pública, o Comitê Estadual de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio prepara para a próxima terça-feira um seminário para debater pautas como o adoecimento mental entre policiais e o atendimento a esse tipo de ocorrência.

Com inscrições gratuitas, o evento será realizado das 8h às 16h no auditório do MP (Ministério Público do Rio Grande do Sul), marcando o encerramento do mês temático “Setembro Amarelo”. Por se tratar de um assunto amplo, o seminário incluirá dicas de abordagem em ocorrências que envolvam riscos relacionados ao tema, a exemplo das tentativas de suicídio.

“A gente sabe que os servidores da Segurança Pública, assim como profissionais de outras áreas, acabam somando estresses e têm sua saúde mental prejudicada”, ressalta Andréia Volkmer, coordenadora do Comitê. “Por esse motivo, uma das finalidades do seminário é conversar sobre essa questão para que o profissional perceba que precisa estar com a saúde mental em dia.”

Dentre os participantes estarão a psicóloga da Universidade de Buenos Aires (Argentina), Alícia Galfasó, o perito do IGP (Instituto-Geral de Perícias) Anderson Morales e a major Cláudia Ferrão Vargas, chefe do Setor de Psiquiatria do Hospital da BM (Brigada Militar) em Porto Alegre.

Cláudia ressalta a importância de se colocar a temática em pauta. “É preciso desmistificar o assunto, auxiliando os servidores a reconhecerem sinais de alerta em si mesmos ou nos colegas”, ressalta. “Auxiliá-los a perceber que algumas alterações de comportamento e pensamento são sintomas de doença e que podem ser tratadas.”

A outra finalidade das palestras é difundir as técnicas necessárias no atendimento de ocorrências envolvendo pessoas que tentam tirar a própria vida. Para abordar o tópico, foi convidado o major Diógenes Martins Munhoz, do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Bacharel em Direito e engenheiro Civil, ele é idealizador de um curso sobre o tema.

Este é a primeira vez que o Comitê Estadual realiza um seminário voltado para os servidores da Segurança Pública – outros eventos desse tipo já foram realizados neste ano, visando jovens e adolescentes. “Há uma sensibilização do público acerca do tema”, relata a coordenadora Andréia em relação ao impacto social da iniciativa. “Eles se deram conta de que o silêncio fazia com que nós tivéssemos números elevadíssimos de mortes por suicídio.”

Brigada

Dentro da BM, o assunto também tem sido melhor trabalhado para quebrar o tabu. Segundo a major Cláudia, é crescente a demanda dos servidores da instituição, em todo o Estado, por palestras de conscientização: “Cada vez mais. percebemos uma abertura a respeito desses temas. Há mais encaminhamentos para avaliação de servidores por seus comandantes”.

A corporação conta com dois hospitais próprios, um em Porto Alegre e outro em Santa Maria, que fazem atendimento em saúde mental. Além disso, alguns batalhões contam com Seção Biopsicossocial (em Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Santa Maria) para descentralizar os encaminhamentos por auxílio psicológico.

Auxílio fundamental

É possível buscar ajuda também junto ao CVV (Centro de Valorização à Vida), que atende pelo telefone 188, de forma gratuita. O órgão oferece, ainda, acolhimento presencial, em unidades de 11 cidades gaúchas), além de contato por e-mail ou chat no site www.cvv.org.br.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O custo da contratação de empréstimo que tem imóvel como garantia pode ficar mais baixo
Os bancos terão 30 dias para fechar uma conta a pedido do cliente, decide o governo
Deixe seu comentário
Pode te interessar