Quarta-feira, 03 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Capa – Destaques “Temer chefia organização criminosa”, afirma o juiz Bretas

Compartilhe esta notícia:

Temer é o 2º presidente a ser preso em investigação por corrupção (Foto: Marcos Corrêa/PR)

A força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro acusa o ex-presidente Michel Temer de chefiar uma “organização criminosa” que atua há 40 anos no estado. A afirmação foi feita pelo juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelo pedido de prisão.

“Por sua posição hierárquica como vice-presidente ou como presidente da República do Brasil, e a própria atitude de chancelar negociações do investigado Lima o qual seria, em suas próprias palavras, a pessoa ‘apta a tratar de qualquer tema’, é convincente a conclusão ministerial de que Michel Temer é o líder da organização criminosa a que me referi, e o principal responsável pelos atos de corrupção aqui descritos”, diz o juiz no texto do pedido, que foi assinado há dois dias.

A prisão preventiva do emedebista se baseia na delação premiada do dono da empreiteira Engevix, José Antunes Sobrinho, que diz ter pagado R$ 1 milhão em propinas com o conhecimento de Temer.

O valor teria sido acertado a pedido do coronel João Baptista Lima Filho, amigo do ex-presidente, e do ex-ministro Moreira Franco, também alvos de mandados de prisão.

O caso diz respeito a um inquérito de corrupção, peculato e lavagem de dinheiro nas obras da usina Angra 3, sob responsabilidade da estatal Eletronuclear. Ainda não se sabe, no entanto, o exato teor das acusações contra Temer, que tinha foro privilegiado até deixar a Presidência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Destaques

Confira trecho do inquérito do pedido de prisão de Temer
Defesa de Temer entra com habeas corpus no TRF-2
Deixe seu comentário
Pode te interessar