Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Termina nesta quinta o prazo para renovação do exame toxicológico de motoristas com habilitações com validade entre julho e dezembro de 2022

Compartilhe esta notícia:

Exame toxicológico de motoristas profissionais é realizado nos laboratórios credenciados pelo Denatran

Foto: Divulgação
(Foto: Divulgação/Detran-RS)

Os condutores habilitados nas categorias C, D e E, cuja validade da CNH (carteira nacional de habilitação) expira entre julho e dezembro de 2022, tem até esta quinta-feira (30) para renovar o exame toxicológico periódico em um laboratório credenciado pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

A partir de 1º de outubro, a fiscalização já poderá aplicar a penalidade do art. 165-B do Código de Trânsito Brasileiro, caso flagre o motorista conduzindo ônibus, caminhão, carreta ou qualquer outro veículo dessas categorias.

A novidade trazida pelo Denatran neste ano foi, além da prorrogação dos prazos, a mudança na fiscalização, passando a ser contada a data da realização do exame e não mais a do registro do resultado. Dessa forma, o condutor não é penalizado em caso de atraso por parte do laboratório.

Os laboratórios credenciados têm até 24 horas para informar a data e hora da coleta e, até o final de 2021, os resultados deverão ser registrados em até 25 dias. A partir de 2022, essa informação volta a ser cadastrada em, no máximo, 15 dias. Resultado positivo no exame toxicológico acarretará a suspensão do direito de dirigir por três meses.

O Código de Trânsito Brasileiro determina que todo condutor habilitado nas categorias C, D e E deve realizar o exame toxicológico periódico a cada dois anos e seis meses, para condutores com até 69 anos de idade, e a cada renovação da habilitação, para motoristas com 70 anos ou mais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

CPI da Covid: advogada diz que operadora de saúde fez pacto para disseminar o uso da hidroxicloroquina
Inadimplência de permissionários do Mercado Público de Porto Alegre cai 80%
Deixe seu comentário
Pode te interessar