Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Esporte Tite completa cinco anos de Seleção Brasileira e recebe homenagem dos jogadores

Compartilhe esta notícia:

Tite recebeu uma camisa da Seleção com o número cinco – em alusão aos cinco anos de comando técnico. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Tite completou cinco anos no comando da Seleção Brasileira. Com o grupo concentrado na Granja Comary para a sequência da Copa América, Neymar representou toda a comissão e presenteou o treinador com uma camisa comemorativa da Canarinha.

Entregue pelas mãos de Neymar, Tite recebeu uma camisa da Seleção com o número cinco – em alusão aos cinco anos de comando técnico. Além do presente, o treinador foi aplaudido por todos que estavam presentes no local.

“Parabéns pelos cinco anos no comando, aguentando todo mundo! Parabéns em nome de todo o grupo”, disse Neymar ao entregar a camisa.

Neste período, o treinador conquistou uma Copa América, em 2019, manteve mais de 80% de aproveitamento durante a maior parte do tempo e convocou 105 jogadores diferentes. Ele comandou a reação nas Eliminatórias para a Copa de 2018, mas acabou eliminado nas quartas de final na Rússia.

Contratado em 20 de junho de 2016, Tite só foi estrear como treinador da Seleção em 1º de setembro daquele ano, na vitória por 3 a 0 sobre o Equador. De lá para cá, comandou o Brasil em 56 jogos, com 42 vitórias, 10 empates e 4 derrotas (80,9% dos pontos disputados), com 123 gols marcados e 19 sofridos.

O treinador faz aniversário no cargo vivendo a maior sequência de vitórias. Já são nove triunfos consecutivos, um em amistoso, seis pelas Eliminatórias e dois pela Copa América. É o mesmo desempenho que ele teve entre entre 2016 e 2017, logo que assumiu a Seleção.

A boa fase em campo coincidiu com o período de maior turbulência de Tite no cargo. Há duas semanas, o treinador foi alvo de críticas de políticos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e também de parte da torcida, sendo apontado como líder da discussão entre os jogadores sobre disputar ou não a Copa América – o que não ocorreu. Paralelamente, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, foi afastado do cargo por denúncias de abuso moral e sexual.

Aos 60 anos, Tite é o segundo treinador com passagem mais longeva ininterrupta no comando do Brasil, atrás apenas de Flávio Costa. Técnico de renome dos anos 1940, ex-lateral do Flamengo e multicampeão por Vasco e pelo Rubro-Negro, ele fez duas partidas em 1944 ao lado do técnico português Joreca e ficou, ininterruptamente, até a derrota para o Uruguai na final da Copa de 1950.

Ao todo, Flávio Costa ficou 2002 dias no cargo. Tite já tem 1753 dias desde a estreia e vai assumir a liderança do ranking caso permaneça até a Copa do Mundo do Catar, no fim do ano que vem.

O próximo compromisso de Tite com a seleção brasileira é nesta quarta-feira (23), contra a Colômbia, no estádio Nilton Santos, às 21h, pela Copa América.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Presidente afastado da Confederação Brasileira de Futebol explica compra de avião pela entidade
Uefa veta iluminação de estádio na Alemanha com as cores do arco-íris contra a homofobia
Deixe seu comentário
Pode te interessar