Sábado, 28 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Dicas de O Sul Um livro de poemas para a infância

Compartilhe esta notícia:

Em 44 páginas ilustradas e coloridas, Gutfreind explora toda a potência criativa e lúdica de temas como o céu, o sol, o domingo, os animais e o livre brincar

Foto: Divulgação

Um livro para quem gosta de poesia e picolé. “Oh, Senhor do Picolé! & outros poemas refrescantes” (Physalis Editora) apresenta os poemas de Celso Gutfreind e ilustrações de Mateus Rios. A publicação tem coordenação editorial de Elaine Maritza.

Em 44 páginas ilustradas e coloridas, Gutfreind explora toda a potência criativa e lúdica de temas como o céu, o sol, o domingo, os animais e o livre brincar. Os poemas tratam da efemeridade da infância, suas alegrias e dores, as brincadeiras e machucados, as cenas que ficam gravadas na memória para sempre.

Este é o primeiro livro de poemas do escritor especialmente para os pequenos leitores. Nele, estão os textos poéticos destinados às crianças escritos nos últimos 30 anos. Oh, Senhor do Picolé! & outros poemas refrescantes é indicado para estudantes do segundo ao quarto ano do Ensino Fundamental e está disponível nas livrarias e no site www.physaliseditora.com

O lançamento de Oh, Senhor do picolé! & outros poemas refrescantes (Physalis Editora, 44 páginas, 17 x 24 cm), de Celso Gutfreind, acontece no dia 14 de maio, a partir das 16h, na Sala Hermes Mancilha, 4⁰ andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico – Porto Alegre).

Celso Gutfreind nasceu em Porto Alegre em 1963. É escritor e médico. Como escritor, tem 41 livros publicados entre poemas, contos infanto-juvenis e ensaios sobre humanidades e psicanálise. Seu livro mais recente, publicado em 2021, é A nova infância em análise, Artmed.

Participou de diversas antologias no Brasil e no exterior (França, Luxemburgo e Canadá). Tem poemas e artigos traduzidos para o francês, inglês, espanhol e chinês. Finalista em oito ocasiões, Celso recebeu o Prêmio Açorianos em 93. Foi eleito patronável da Feira do Livro de Porto Alegre em seis oportunidades. Agraciado seis vezes com o Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores.

Também foi finalista do Prêmio Jabuti 2011 e escritor convidado do Clube de Escritores Ledig House em Omi (EUA), 1996. Em 2020, lançou pela Physalis Editora o livro A menina que morava no sino, vencedor do Prêmio Açorianos na categoria infantojuvenil e do Prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, Troféu Carlos Urbim da Academia Riograndense e Prêmio Cidade de Passo Fundo.

Mateus Rios

É carioca, mas mora e trabalha em São Paulo; fez faculdade de cinema. Hoje trabalha com ilustração de livros, projetos de animação e publicidade. Gosta de descobrir e testar novos modos de contar histórias, experimentando diversos materiais, meios e modos de narrar, deixando os olhos descobrirem caminhos e cores neste jogo com o texto. Dando forma ao que as palavras inspiram.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Dicas de O Sul

Ana Paula Siebert curte hotel na Turquia com diárias de 15 mil reais
Sabrina Sato relembra término com ex-BBB e entrega: “Quase morri por causa dele”
Deixe seu comentário
Pode te interessar