Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Política Bolsonaro diz que tem “canal aberto” e, se for o caso, falará com Trump sobre o anúncio de tarifas

Bolsonaro foi questionado sobre o tema ao sair do Palácio da Alvorada

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que regulamenta o direito de proteção à identidade do denunciante. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (02) que, se necessário, conversará com Donald Trump a respeito da restauração de tarifas sobre a importação, pelos EUA, de aço e alumínio do Brasil e da Argentina.

Trump afirmou, em uma rede social, que a desvalorização das moedas de Brasil e Argentina prejudica agricultores norte-americanos. Por isso, vai restaurar as tarifas de importação sobre o aço e o alumínio dos dois países.

“Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas. O que não é bom para nossos agricultores”, escreveu Trump. “Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todo o aço e alumínio enviados para os EUA a partir desses países.”

Após a manifestação de Trump, Bolsonaro foi questionado sobre o tema ao sair do Palácio da Alvorada, onde costuma conversar com apoiadores e jornalistas. O presidente brasileiro informou que conversará com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre as tarifas norte-americanas.

Bolsonaro disse ter um “canal aberto” com Trump, que poderá ser usado nesse caso. “Vou falar com o Guedes hoje. Alumínio? Vou falar com o Paulo Guedes agora. Vou conversar com o Paulo Guedes. Se for o caso, ligo para o Trump. Eu tenho um canal aberto com ele”, declarou.

Indagado se é possível reverter o anúncio de Trump, Bolsonaro insistiu que falará primeiro com Guedes: “Converso com o Paulo Guedes e depois dou uma resposta, para não ter que recuar”.

Para Bolsonaro, a medida anunciada pelo presidente norte-americano não é “retaliação”.  “A economia deles não se compara com a nossa, é dezenas de vezes maior do que a nossa. Não vejo isso como retaliação. Vou conversar com ele para ver se não nos penaliza com a sobretaxa”, declarou.

Todas de Política

Compartilhe esta notícia:

Indulto natalino do governo Temer tem beneficiado presos da Lava-Jato
Bolsonaro minimiza falas sobre o AI-5 e diz que “pediram a cabeça” do ministro da Economia após declarações
Deixe seu comentário
Pode te interessar