Últimas Notícias > Notícias > Brasil > A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, aprovou remédio genérico para o tratamento do câncer de próstata

Começa a campanha

Após longa ruptura, os discursos na convenção reaproximaram duas lideranças. A deputada federal Yeda Crusius referiu-se a Nelson Marchezan Júnior como “meu querido prefeito”. (Foto: Rafael Ribeiro/Divulgação)

Ontem, estava marcada a convenção, no auditório da Assembleia Legislativa, para a escolha do novo presidente regional do PSDB. Foi muito mais. Compareceram representantes de 12 partidos, porque o evento serviu para o pré-lançamento de Eduardo Leite, ex-prefeito de Pelotas, ao governo do Estado. Com exceção do PMDB e do PP, que concorrerão com candidatos próprios, os demais não reivindicam a cabeça de chapa: DEM, PSB, Rede, PSB, Pros, PPS, PSD, PRB, PR e Podemos. São possíveis aliados. Pode ser considerado o primeiro voto de confiança em Eduardo que, no seu discurso defendeu: 1º) a necessidade de equilíbrio entre receita e despesa no governo do Estado; 2º) o equilíbrio fiscal não é questão ideológica, mas de responsabilidade; 3º) a coragem de dizer não para corrigir rumos.

Cartão de desembarque

O novo diretório estadual do PSDB se reunirá antes de 9 de dezembro, quando ocorrerá a convenção nacional. Será ocasião para marcar a data de saída do governo estadual.

Reconciliação

Após longa ruptura, os discursos na convenção reaproximaram duas lideranças. A deputada federal Yeda Crusius referiu-se a Nelson Marchezan Júnior como “meu querido prefeito”. Marchezan falou logo depois: “Vamos tirar a limpo. Seu governo, Yeda, foi o melhor da história do Rio Grande do Sul.”

Novos Bandeirantes

O governador de Goiás, Marconi Perillo, não participou ontem da convenção do PSDB em seu Estado e veio a Porto Alegre, após ter visitado Curitiba e Florianópolis na sexta-feira. Está em campanha à presidência do diretório nacional, enfrentando o senador Tasso Jereissati.

Em seu pronunciamento, Marconi homenageou os gaúchos como “os Bandeirantes do século 20. Deixaram o Rio Grande do Sul e foram para Goiás com uma mão na frente e outra atrás. Hoje, são os maiores plantadores de grãos do meu Estado. Têm êxito absoluto”.

Comparação

Ainda sobre Marconi: 1) quando se elegeu governador pela primeira vez, em 1999, tinha 35 anos. Espera que Leite o supere porque, se vencer, assumirá com 34 anos; 2) enxugou a administração e o número de secretarias no seu Estado hoje não passa de 10.

Animados

Nos telões, durante a convenção, foram apresentadas mensagens gravadas por Geraldo Alckmin e Jereissati, incentivando a candidatura de Eduardo Leite.

Pela saída

Sobre “os safados e corruptos”, o deputado estadual Pedro Pereira disse que precisam ser expulsos do PSDB. Referência ao senador Aécio Neves, com aval dos colegas da bancada.

A deputada estadual Zilá Breitenbach manifestou-se contra o PSDB estar no governo Temer, “que não ajudamos a se eleger”. Foi aplaudida pelo auditório lotado.

Amigos para sempre

O PMDB de Minas Gerais ocupa as secretarias da Saúde, da Agricultura, das Cidades e da Cultura, além de algumas estatais, no governo comandado pelo PT. A continuidade da dobradinha está encaminhada para 2018.

Campeão da Fórmula A

A notícia: uma van da equipe Mercedes foi assaltada na noite de sexta-feira, em frente ao autódromo de Interlagos, onde ocorre hoje o Grande Prêmio. Lewis Hamilton lamenta, mas se conforma: “Acontece todos os anos.” Membros da equipe tiveram pertences roubados e o episódio circula pelo mundo.

A conclusão: o Brasil é campeão da Fórmula A, de Assalto.

É uma corrida

Está aberta a disputa entre escritores para registrar o título Enciclopédia do Caos. São obras sobre acontecimentos políticos dos últimos anos no país que descrevem com infindáveis capítulos.

Deixe seu comentário: