Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O PSL faz convenção neste domingo para lançar a candidatura de Bolsonaro à Presidência da República

De olho nas duas partidas consecutivas que jogarão em casa, os titulares do Inter fizeram o seu primeiro treino com bola nesta semana

William Pottker (C) está de volta, após cumprir suspensão por cartão vermelho. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

A semana intensa de preparação do grupo do Inter prosseguiu nessa terça-feira, que tem as suas atenções voltadas para a partida contra a Chapecoense-SC no estádio Beira-Rio, às 20h da próxima segunda-feira, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. A ordem é obter uma sequência de resultados positivos dentro de casa para atingir pelo menos a posição intermediária na tabela.

Pela manhã, os jogadores que atuaram no Grenal fizeram no centro de treinamentos do Parque Gigante o seu primeiro treino coletivo desta semana. A atividade priorizou a posse de bola, a transição rápida da defesa para o ataque e a tomada de decisões.

O técnico Odair Hellmann já conta com o retorno do atacante titular William Pottker, que desfalcou a equipe no clássico devido a uma suspensão por cartão vermelho. Já o meia D’Alessandro, lesionado, apenas correu em volta do gramado e ainda é dúvida para o confronto contra os catarinenses.

Depois de um começo com três jogos na casa dos adversários (Palmeiras, Flamengo e Grêmio) e apenas dois no Beira-Rio (Bahia e Cruzeiro), agora serão dois jogos no Beira-Rio para o Inter buscar os seis pontos – depois da Chapecoense, no domingo seguinte o Saci recebe o Corinthians.

Até o próximo domingo, o elenco colorado tem mais cinco sessões de trabalho intenso. “A preparação segue forte e o foco é total para o Colorado conquistar a vitória e, assim, subir na tabela da competição”, frisou o site oficial do clube, que ocupa a décima-sexta colocação, com cinco pontos.

Denúncia

Na manhã desta quinta-feira, Pottker e D’Alessandro serão julgados pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Eles foram denunciados por agressão física contra adversários durante o duelo contra o Flamengo, na quarta rodada do Brasileirão e estão sujeitos a uma suspensão por até 12 jogos.

Deixe seu comentário: