Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Thunderstorm / Wind

Economia Governo revisa previsão de economia com reforma da Previdência para R$ 855 bi em dez anos

De acordo com o Ministério da Economia, todos os projetos aprovados na área de Previdência representarão economia total de R$ 1,308 trilhão em dez anos.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens
De acordo com o Ministério da Economia, todos os projetos aprovados na área de Previdência representarão economia total de R$ 1,308 trilhão em dez anos. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (9) ter revisado de R$ 800 bilhões para R$ 855,7 bilhões a economia prevista com a reforma da Previdência Social. A reforma foi promulgada pelo Congresso Nacional no mês passado, e o valor apresentado nesta segunda-feira foi calculado com base no texto aprovado pelos parlamentares.

Até então, o valor previsto pelo governo com a reforma tinha como base o texto aprovado pela Câmara dos Deputados. Quando a proposta passou pelo Senado, somente os parlamentares apresentaram as previsões. Esta foi a primeira vez que o próprio governo divulgou o dado.

De acordo com o ministério, o impacto com a reforma será de: R$ 800,3 bilhões para a União; R$ 55,4 bilhões para Estados e municípios.

Entre outros pontos, a reforma da Previdência definiu idade mínima de aposentadoria para homens (65 anos) e mulheres (62 anos); regras de transição para os trabalhadores da ativa; novas regras de acesso aos benefícios.

Ainda está em análise no Congresso uma outra proposta de emenda à Constituição, conhecida como “PEC paralela”, que permite a estados e municípios a adoção das novas regras de aposentadoria no caso dos servidores locais.

Economia total

Ainda de acordo com o Ministério da Economia, todos os projetos aprovados na área de Previdência representarão economia total de R$ 1,308 trilhão em dez anos. O valor inclui: reforma da Previdência Social: R$ 855,7 bilhões; mudança nas aposentadorias dos militares: R$ 66 bilhões; medida provisória do “pente-fino” nos benefícios sociais: R$ 289,7 bilhões; lei sobre processos judiciais envolvendo o INSS: R$ 97,4 bilhões. As informações são do portal G1.

Voltar Todas de Economia

Compartilhe esta notícia:

Ministro autoriza transferência de Geddel para presídio em Salvador
Podemos decide expulsar Marco Feliciano
Deixe seu comentário
Pode te interessar