Últimas Notícias > Acontece > Porto Alegre sedia feira gratuita de franquias

Mercado financeiro reduz a estimativa de inflação para este ano e projeta queda dos juros no Brasil

Os dados constam no Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central. (Foto: Divulgação)

Os economistas do mercado financeiro reduziram a estimativa de inflação para este ano e a previsão para a Selic (taxa básica de jutos) no País. As projeções constam no Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (21) pelo  BC (Banco Central).

A estimativa para o IPCA, que mede a inflação oficial, foi reduzida de 3,28% para 3,26%. Essa foi a 11ª queda consecutiva no indicador. Com isso, a expectativa de inflação para 2019 segue abaixo da meta central, de 4,25%. O intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional.

Para 2020, o mercado financeiro baixou a estimativa de inflação de 3,73% para 3,66%. No próximo ano, a meta central de inflação é de 4% e terá sido oficialmente cumprida se o IPCA oscilar entre 2,5% e 5,5%.

Juros

O mercado também baixou de 4,75% para 4,5% ao ano a previsão para a taxa Selic no fim de 2019. Em meados de setembro, o Comitê de Política Monetária do BC reduziu os juros básicos da economia de 6% para 5,5% ao ano, o menor patamar da história.

PIB

Para este ano, a estimativa de alta do PIB (Produto Interno Bruto) subiu de 0,87% para 0,88%. Para 2020, a previsão de crescimento da economia brasileira continuou em 2%.

Dólar

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2019 permaneceu em R$ 4 por dólar. Para o fechamento de 2020, avançou de R$ 3,95 para R$ 4.