Últimas Notícias > Notícias > Brasil > “Não somos justiceiros, somos defensores da Constituição”, diz o ministro do Supremo Marco Aurélio sobre julgamento da prisão após a segunda instância

MP da Liberdade Econômica quer aliviar a vida do empreendedor

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP) e o Secretário Especial de Desburocratização, Paulo Uebel tiveram papel estratégico, negociando e quebrando barreiras para que ontem o presidente Jair Bolsonaro, em seu primeiro evento público desde o procedimento cirúrgico do dia 8 de setembro, sancionasse a Medida Provisória n. 881/2019, conhecida por MP da Liberdade Econômica. Por determinação de Bolsonaro, a lei vigora a partir de hoje, e tem como objetivo facilitar a vida de empreendedores no País.

“É na Fumaça que se conhece um taura”

Em clima de Dia do Gaúcho, Jerônimo Goergen, relator da MP da Liberdade Econômica na Câmara, quebrou o protocolo e, no palanque no Palácio do Planalto, durante a cerimônia em que Jair Bolsonaro sancionou a lei, recitou um pedaço da letra de “Um Homem Fora do Tempo”, de autoria de Mano Lima.

Na Saúde, por enquanto, não muda

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandeta, que esteve ameaçado de perder o cargo há cerca de um mês, ganha uma sobrevida e anuncia para outubro uma mega campanha nacional de vacinação contra o sarampo. Transportado para o jargão futebolístico, Mandeta está pendurado com um cartão amarelo,e não pode cometer uma nova falta.

Osmar Terra de sobreaviso

Caso se confirmasse a saída do ministro Mandeta, o seu substituto seria o gaúcho Osmar Terra, que hoje tem a confiança total do presidente Jair Bolsonaro e do núcleo duro do Planalto, pelo excelente trabalho que realiza no comando do Ministério da Cidadania.

Recursos para a Educação e lupa nas contas das Federais

Dos R$ 12 bilhões que o governo federal terá na próxima semana, A Educação receberá dois aportes: R$ 1,99 bilhão do orçamento ordinário,e mais R$ 1 bilhão do Fundo da Lava-Jato. A partir de agora,o ministério da Educação vai acompanhar de perto a gestão das universidades federais. Na sua maioria, há nestas instituições indícios de graves problemas de gestão.

Curiosidades

A visita ao Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul, realizada este mês pelo cônsul geral da ditadura cubana em São Paulo, Pedro Molon, para, segundo se informou, discutir um intercâmbio entre as instituições de controle externo daquele país com o Rio Grande do Sul, candidata-se a figurar no top ten de fatos curiosos do ano.