Últimas Notícias > Fama & TV > Celebridades > Após adotar cabelo curto, Deborah Secco fala em mudar o estilo de se vestir: “Um novo jeito de ser”

O ator Robert De Niro mandou um recado obsceno para o presidente americano Donald Trump

“Eu vou dizer uma coisa: F***-se Trump!”, afirmou De Niro, que ergueu os punhos. (Foto: Reprodução)

O ator Robert De Niro, de 74 anos, foi ovacionado após xingar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao passar pelo palco do 72º Tony Awards. A principal cerimônia do teatro americano, que coloca em disputa as produções da Broadway, aconteceu na noite de domingo (10).

“Eu vou dizer uma coisa: F***-se Trump!”, afirmou De Niro, que ergueu os punhos. A multidão reunida no Radio City Music Hall de Nova York, aplaudiu de pé. “Não é mais ‘Abaixo Trump’, é ‘F***-se, Trump’!”, completou.

O canal americano cortou o áudio da manifestação, graças ao atraso de alguns segundos entre o evento e a transmissão. O procedimento é adotado, justamente, para dar margem de segurança no caso de acontecer algum imprevisto. O canal da revista americana “Variety” no YouTube mostrou o momento em que o áudio foi cortado. Na retransmissão para outros países, no entanto, o xingamento foi reproduzido sem o corte.

O ator convocou os presentes a irem votar nas eleições de meio de mandato em novembro e elogiou o cantor Bruce Springsteen por seu ativismo político. O Tony 2018 foi marcado por mensagens a favor das minorias e críticas ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

De Niro x Trump

Esta não foi a primeira vez em que De Niro se posicionou contra Trump. Em maio, ele havia dito que sairia do recinto se o presidente entrasse em uma das unidades da rede de restaurantes Nobu, que o ator gerencia junto com o chef japonês Nobuyuki Matsuhisa.

“Eu não ligo para o que Donald Trump gosta. Se ele entrar em um dos meus restaurantes, eu me levanto e saio”, declarou o também diretor e produtor em Marbella, no Sul da Espanha, ao ser perguntado em entrevista coletiva que prato serviria a Trump. A coletiva em Marbella foi promovida na inauguração do Nobu Hotel, que pertence aos mesmos sócios dos restaurantes.

Já em 2016, quando Trump ainda era candidato à presidência, De Niro chamou o republicano de “descaradamente burro”, “totalmente maluco” e um “idiota”. Em resposta à declaração de Trump sobre como lidar com os manifestantes em um de seus comícios, De Niro comentou: “Ele quer socar o povo na cara? Eu gostaria de socá-lo na cara!”. Em 2017, em um discurso na Brown University, ele descreveu o governo Trump como uma “comédia trágica, idiota”.

Votos para Hillary

Durante a última eleição presidencial dos Estados Unidos Robert De Niro convocou os espectadores da premiação Hollywood Film Awards a votarem em Hillary Clinton, dizendo que o clima político lembrava um filme dos irmãos Marx no qual “lunáticos comandam o mundo”.

De Niro ganhou Oscars por seus papéis em filmes como “O Poderoso Chefão II” (coadjuvante, 1974) e “Touro indomável” (1980).

 

 

 

Deixe seu comentário: