Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Partly Cloudy

Brasil O Brasil criou mais de 115 mil vagas de emprego com carteira assinada e teve o melhor abril em cinco anos

O saldo de empregos ficou positivo pelo quarto mês consecutivo. (Foto: Reprodução)

O saldo de empregos ficou positivo pelo quarto mês consecutivo no País, segundo o Ministério do Trabalho. O mês de abril fechou com 115.898 postos de trabalho a mais do que em março, que já há havia apresentado números positivos, o que representa o melhor resultado para o mês desde 2013. O resultado é decorrente de 1.305.225 admissões e 1.189.327 desligamentos. Com isso, 2018 chega ao final do primeiro quadrimestre com saldo de 336.855 empregos criados.

O quadro também é otimista se avaliados os últimos 12 meses. Entre maio de 2017 e abril de 2018 houve um crescimento de 283.118 postos de trabalho, um aumento de +0,75%. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apresentados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (18).

Outro dado apresentado pelo Caged que reforça o quadro de otimismo para o emprego foi o fato de que os oito setores econômicos apresentaram crescimento. Ou seja, todas as áreas tiveram expansão.

Setores

O melhor desempenho foi do setor de Serviços, que abriu 64.237 vagas, 0,38% a mais do que em março. Os principais responsáveis por esse resultado foram o comércio e administração de imóveis, valores mobiliários e serviços técnicos (+16.461 postos); transportes e comunicações (+14.837) e serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação (+11.495).

A segunda melhor performance de abril ficou por conta da Indústria de Transformação, que abriu 24.108 postos, puxada pela indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria (+8.763 postos) e a indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico (+7.820 postos). Em seguida, vieram a Construção Civil (+14.394), Comércio (+9.287), Agropecuária (+1.591), Administração Pública (+980), Extrativa Mineral (+720), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+581).

Desempenho regional

As cinco regiões do país apresentaram saldo de emprego positivo, começando pelo Sudeste, que fechou o mês de abril com 78.074 vagas de trabalho a mais do que em março. No Centro-Oeste, o crescimento foi de 15.769 postos, no Sul, de 13.298, no Nordeste, 4.447 postos e no Norte, 4.310.

Das 27 unidades federativas, 22 tiveram saldo positivo. Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Rio de Janeiro e Santa Catarina. O saldo foi negativo apenas em Alagoas, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Amazonas e Rio Grande do Norte.

Salário

O salário de admissão dos trabalhadores também subiu. O valor ficou em R$ 1.532,73 em abril, +1,22% a mais do que em março. Houve aumento real de R$ 18,47. O salário de desligamento também subiu. Passou para R$ 1.688,34, R$ 24,92 a mais do que no mês anterior, que representou um crescimento de +1,50%.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul registra mais de mil casos de toxoplasmose em Santa Maria
Casamento real: quanto vai custar e quem vai pagar a conta?
Deixe seu comentário
Pode te interessar