Últimas Notícias > Notícias > Brasil > “Fiz e farei de novo”, diz deputado que apoiou rede derrubada pelo Facebook

Surge um aplicativo que diminui a distância entre o trabalhador e o empregador

Em quase cinco meses, Sine Fácil Empregador já foi instalado em mais de 50 mil aparelhos. (Foto: Reprodução)

Os aplicativos de celular têm facilitado a vida de muita gente. O Ministério do Trabalho (MTb), acompanhando as tendências tecnológicas, lançou há quase cinco meses o Sine Fácil Empregador. O app integra as ações do Sistema Nacional de Emprego (Sine) que, há pouco mais de um ano, já havia apresentado outra ferramenta para agilizar a busca por vagas e inserção no mercado, o Sine Fácil.

Com o novo aplicativo, identificado com a letra “e” na loja virtual e disponível, no momento, na versão para Android, o empregador pode cadastrar vagas, selecionar candidatos, acompanhar entrevistas agendadas, pesquisar currículos e informar sobre o status do processo seletivo – tudo na palma da mão. A ferramenta já teve mais de 50 mil downloads, de maio ao início deste mês.

“Com o Sine Fácil Empregador, boa parte do processo é feita digitalmente, inclusive o retorno da entrevista, que era dado, via papel, ao sistema. O app facilitou ainda mais o acesso aos serviços oferecidos pela rede Sine, sem qualquer custo e de forma mais rápida, além de permitir uma maior aproximação com os empregadores”, afirma Letícia Moreira, coordenadora da Rede de Atendimento, unidade vinculada à Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE) do Ministério do Trabalho.

Para contar com os benefícios do aplicativo, o empregador – pessoa física ou jurídica – precisa instalá-lo no celular. Diferentemente do Sine Fácil, não será necessário nenhum tipo de identificação a partir do QR Code, mas apenas as credenciais de acesso ao Serviço de Intermediação de Mão de Obra (IMO Web). Após o download, basta seguir as etapas de cadastramento e escolher um posto gestor para incluir uma nova vaga no sistema.

“O cadastro da vaga possui as informações essenciais, mas é necessário que o Posto de Relacionamento complemente alguns campos, no momento de validação. Ele também observa se os critérios estabelecidos para a vaga estão, adequadamente, direcionados para o perfil profissional, e, caso haja necessidade, contata o empregador para flexibilizar alguns desses parâmetros”, explica a coordenadora.

Caso o empregador não possua as credenciais de acesso, ele pode se cadastrar pelo aplicativo, pelo portal Emprega Brasil ou pela rede de atendimento do Sine.

Seleção de candidatos

Entre as facilidades da ferramenta digital está a seleção de perfis para a vaga aberta. No aplicativo, o empregador tem acesso direto aos trabalhadores inscritos na Rede Sine e pode consultar algumas informações e a experiência profissional cadastradas na plataforma virtual. Ao encontrar um candidato que se preenche os requisitos da oportunidade divulgada, o empregador pode selecionar esse perfil para a próxima etapa.

Para marcar entrevistas, basta selecionar o período. O próprio aplicativo, de forma automática, agendará a lista de candidatos selecionados.

Para consultar currículos, o empregador precisa filtrar pelo cargo desejado e pode selecionar até cinco municípios nessa busca. O resultado da consulta apresenta o número de currículos que se enquadram aos critérios selecionados.

Ao fim das entrevistas, o empregador pode inscrever no aplicativo o resultado da seleção para um ou mais candidatos. Uma vez cadastrado, somente o Posto de Relacionamento poderá alterar esse retorno, observando as regras vigentes.

Deixe seu comentário: