Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Brasil A futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, usou uma camiseta com uma frase dita pela juíza da Operação Lava-Jato a Lula

Compartilhe esta notícia:

Primeira-dama passou por procedimento estético no Distrito Federal. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A futura primeira-dama Michelle Bolsonaro deixou, na manhã desta quarta-feira (26), a Ilha da Marambaia, onde passou o Natal com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Ela viajou até o iate clube de Itacuruça em uma  lancha da Marinha e deixou o local sem falar com a imprensa e com quatro carros de escolta, além de um helicóptero.

Ao desembarcar, Michelle carregava no colo um cachorro e trajava uma camiseta com a inscrição “Se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema”. A frase foi dita pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, durante um interrogatório com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em novembro. A magistrada substitui Sérgio Moro, que decidiu integrar o governo de Bolsonaro como ministro da Justiça e renunciou à magistratura.

Na manhã desta quarta, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho mais novo do presidente chegou à ilha. Bolsonaro chegou no último sábado (22) para passar o feriado de Natal.

Após a visita ao pai, Eduardo Bolsonaro deixou a ilha da Marambaia por volta das 15h. Ele chegou no início da manhã e saiu depois do almoço.

Ao desembarcar, também trajava uma camiseta branca com mensagem. Na dele, estava escrito “Aqui de boas procurando onde o comunismo funcionou”. Ele deixou o local acompanhado da noiva Heloisa Wolf e também saiu sem falar com a imprensa.

A última entrevista de Bolsonaro foi há cerca de 10 dias durante um passeio pela orla da Barra da Tijuca. Quando as movimentações atípicas no valor de R$ 1,2 milhão na conta corrente de Fabrício Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro, surgiram no início de dezembro, o presidente disse que “Se tiver algo errado, que paguemos”.

Entre as movimentações, está um cheque de R$ 24 mil de Queiroz para a futura primeira-dama. Bolsonaro disse que foi o pagamento de um empréstimo. Queiroz não é visto desde que o caso foi revelado. Ele já foi convocado para depor no MP duas vezes e não compareceu alegando problemas de saúde.

Nesta sexta-feira (28) o presidente eleito Jair Bolsonaro almoçará no Forte de Copacabana com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Ele não deve permanecer no Brasil até a posse por causa das eleições em seu país.

“Infelizmente, o objetivo de alguns é desinformar e confundir como se o encontro tivesse sido desfeito! Lamentável! Seguimos adiante!”, afirmou Bolsonaro no Twitter, confirmando a agenda.

Também pelas redes sociais, Bolsonaro voltou a criticar o governo cubano:

“O jornal estatal Granma, o único de Cuba, publicou matéria com críticas ao futuro governo. Cuba se alimentou de bilhões de R$ de impostos dos brasileiros em nome do Foro de SP e em detrimento de seus cidadãos. Não convidar seu ditador para minha posse foi mais um de meus acertos”.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

A gestão Bolsonaro criou um manual de conduta para orientar os funcionários comissionados
Ao defender o indulto de Natal, o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello disse que a iniciativa é “uma tradição no País” e que as cadeias brasileiras são “uma panela de pressão”
Deixe seu comentário
Pode te interessar