Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

CAD1 O site da prefeitura de Porto Alegre conta agora com uma página que ajuda o usuário do SUS a procurar remédios na rede de saúde

Compartilhe esta notícia:

Plataforma não abrange produtos fornecidos pelo governo do Estado, Farmácia Popular ou redes privadas. (Foto: EBC)

Está mais fácil para os porto-alegrenses usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) conferirem se um remédio está disponível na rede municipal: nessa sexta-feira, a prefeitura da capital gaúcha lançou um sistema com essa finalidade, no site oficial www.portoalegre.rs.gov.br/sms. A plataforma não abrange produtos fornecidos pelo governo do Estado, Farmácia Popular ou redes privadas.

Conforme o prefeito Nelson Marchezan Júnior, a tecnologia proporciona maior transparência ao serviço e facilita o dia-a-dia de quem precisa de um remédio. “Este é um processo de informatização e gerenciamento da saúde pública que nos possibilita avançar na economia dos recursos públicos e reduzir o estresse e a angústia dos usuários”, ressaltou.

O desenvolvimento da ferramenta – denominada “Onde está o seu Medicamento?” – foi possível graças à implementação do sistema de informação para controle de estoques. A economia chegou a R$ 4 milhões no ano passado, por meio de um monitoramento de validade e distribuição de medicamentos. “Mudamos os processos, o que resultou na ampliação da oferta”, acrescentou o secretário municipal da Saúde, Pablo Stürmer.

Ainda segundo a administração municipal, essa adequação de estrutura também refletiu na redução de perdas. Cerca de 1,8 milhão de remédios deixaram de ser inutilizados em 2018, por meio do aprimoramento dos processos de gestão. A cada ano, o Município recebe R$ 10,30 por habitante para esse tipo de compra, valor definido pela Secretaria como “insuficiente e cada vez mais deficitário, levando em conta que a população está vivendo mais”.

Stürmer mencionou que, se antes o usuário necessitava se deslocar até uma unidade de saúde ou farmácia distrital para saber se havia o medicamento, agora pode fazer isso de casa, economizando tempo e dinheiro. O sistema atende também ao projeto de lei do vereador José de Freitas (PRB), aprovado em novembro de 2018 e que estabelece a divulgação da relação e do estoque de medicamentos distribuídos gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Entenda

O coordenador da Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal da Saúde, Leonel Almeida, explica que o site está ligado ao sistema da Procempa (Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre). O seu acesso é responsivo, ou seja, encaixa-se automaticamente em dispositivos como computador pessoal, tablet ou celular.

A pesquisa na plataforma também é fácil, garante a pasta. É necessário informar o nome genérico do produto e, ao digitar as primeiras letras, já aparecem as opções de preenchimento. Uma vez selecionado o nome correto do medicamento e iniciada a pesquisa, a plataforma analisa os estoques e mostra a quantidade em todos os serviços de saúde da cidade.

“Esse sistema é o resultado do trabalho de uma equipe de oito farmacêuticos, que foi possível com a reestruturação e centralização da logística”, destacou Almeida.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anuncia primeira fase de acordo comercial com a China
Prefeitura e Tribunal Regional do Trabalho em Porto Alegre discutem situação do Imesf
Deixe seu comentário
Pode te interessar