Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Notícias A Receita Estadual gaúcha alerta sobre diferenças nos prazos de prorrogação dos vencimentos do Simples Nacional

Compartilhe esta notícia:

Tributos municipais, estaduais e federais são alvos de diferentes medidas. (Foto: EBC)

A Receita Estadual do Rio Grande do Sul alerta que o CGSN (Comitê Gestor do Simples Nacional) adiou os vencimentos de tributos dos contribuintes optantes pelo Simples Nacional declarados no PGDAS-D (Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional Declaratório). O objetivo é minimizar os impactos da pandemia do coronavírus na economia.

Essa prorrogação é válida por 180 dias para os impostos federais apurados no âmbito do regime. No caso dos tributos estaduais (ICMS) e municipais (ISS), a medida vale por 90 dias, conforme estabelecido na Resolução CGSN nº 154, publicada na última sexta-feira (3).

Com isso, o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) apurado dentro do Simples Nacional e declarado no PGDAS-D que seria pago em abril, maio e junho terá seu vencimento prorrogado para julho, agosto e setembro de 2020, respectivamente.

Governo do Estado

Por parte da Sefaz (Secretaria Estadual da Fazenda), a estimativa é de que R$ 60 milhões brutos por mês em ICMS terão prazo de pagamento revisado. As orientações sobre os procedimentos operacionais a serem adotados pelos contribuintes devem ser divulgadas em breve pela Receita Federal.

A decisão do CGSN de prorrogar as datas-limite por 90 dias para os Estados e municípios foi anunciada pelo governador Eduardo Leite na última sexta-feira e atendeu a um pedido encaminhado pelo Rio Grande do Sul e outros Estados como auxílio às micro e pequenas empresas.

Segundo a Divisão de Fiscalização e Cobrança da Receita Estadual, é importante salientar a diferença nos prazos e a abrangência da medida, que no Rio Grande do Sul impacta 206 mil empresas inscritas no Rio Grande do Sul como Simples Nacional. Essas empresas terão quase a totalidade do ICMS devido prorrogada por três meses.

No entanto, essa postergação não abrange o imposto devido fora do Regime, como o ICMS relativo à substituição tributária, ao diferencial de alíquota e à antecipação tributária com e sem encerramento, declaradas na DeSTDA (Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação), que não tiveram alteração nos respectivos vencimentos, permanecendo o prazo do dia 23 do segundo mês subsequente ao do fato gerador.

Outro detalhe importante está relacionado às regras para os MEI (Microempreendedores Individuais). Nesse caso, foi decidida a ampliação uniforme de 180 dias no prazo de vencimento de tributos federais, estaduais e municipais, válido para os MEI de todo o país.

Tributos Federais

Os tributos federais apurados no Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D) ficam prorrogados por seis meses:

– Período de apuração março de 2020, com vencimento original em 20 de abril de 2020, vencerá em 20 de outubro de 2020;

– Período de apuração abril de 2020, com vencimento original em 20 de maio de 2020, vencerá em 20 de novembro de 2020;

– Período de apuração maio de 2020, com vencimento original em 22 de junho de 2020, vencerá em 21 de dezembro de 2020.

Estaduais/municipais

O ICMS e o ISS apurados no PGDAS-D ficam prorrogados por três meses:

– Período de apuração março de 2020, com vencimento original em 20 de abril de 2020, vencerá em 20 de julho de 2020;

– Período de apuração abril de 2020, com vencimento original em 20 de maio de 2020, vencerá em 20 de agosto de 2020;

– Período de apuração maio de 2020, com vencimento original em 22 de junho de 2020, vencerá em 21 de setembro de 2020.

Contribuinte MEI no RS

Tributos federais, estaduais e municipais: todos os tributos apurados no PGMEI (Programa Gerador do DAS-MEI), ou seja, os tributos federal (INSS), estadual (ICMS) e municipal (ISS) ficam prorrogados por seis meses:

– Período de apuração março de 2020, com vencimento original em 20 de abril de 2020, vencerá em 20 de outubro de 2020;

– Período de apuração abril de 2020, com vencimento original em 20 de maio de 2020, vencerá em 20 de novembro de 2020;

– Período de apuração maio de 2020, com vencimento original em 22 de junho de 2020, vencerá em 21 de dezembro de 2020.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Os casos de latrocínio no Rio Grande do Sul caíram 87% em março, na comparação com o mesmo mês no ano passado
O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul reforçou a sua campanha de prevenção à violência doméstica durante a quarentena
Deixe seu comentário
Pode te interessar