Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Thunder and Hail / Wind

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Celebridades Alec Baldwin vai entrevistar Woody Allen nesta terça-feira

Compartilhe esta notícia:

Cineasta possivelmente voltará a ser indagado sobre suposto abuso sexual em Dylan Farrow, quando a menina tinha 7 anos.

Foto: Reprodução
Cineasta possivelmente voltará a ser indagado sobre suposto abuso sexual em Dylan Farrow, quando a menina tinha 7 anos. (Foto: Reprodução)

Alec Baldwin vai entrevistar Woody Allen nesta terça-feira (28). O anúncio foi feito pelo ator via Instagram, mesma rede onde acontecerá o encontro através de uma live, marcada às 10h30min (horário de Brasília).

“Deixe-me começar afirmando que tenho ZERO INTERESSE nos julgamentos e postagens hipócritas de qualquer pessoa aqui. Obviamente, eu sou alguém que tem meu próprio conjunto de crenças e não poderia me importar menos com a especulação de qualquer outra pessoa. Se você acredita que um julgamento deve ser realizado por meio de um documentário da HBO, o problema é seu”, escreveu Baldwin no post em que anuncia a entrevista.

Ele se refere ao documentário “Allen vs. Farrow”, lançado no ano passado, que jogou luz novamente nas acusações que pairam sobre o diretor de 86 anos de que ele teria abusado de Dylan Farrow, filha adotiva de Mia Farrow, sua então esposa, e de quem Allen também havia se tornado pai adotivo. Dylan tinha 7 anos quando do suposto abuso. Na época, duas investigações que correram paralelas apontaram para a inocência do cineasta, mas o caso voltou à tona com o movimento #MeToo, que gerou uma onda de denúncias sobre abusos em Hollywood a partir de 2017.

Baldwin trabalhou com Allen em “Alice” (1990), “Para Roma com amor” (2012) e “Blue Jasmine” (2013), e se manteve ao lado do diretor diante do ressurgimento das acusações, assim como Diane Keaton, Scarlett Johansson, Larry David, Javier Bardem e Jude Law. Outros artistas que trabalharam com ele, como Kate Winslet, Rebecca Hall, Colin Firth e Timothée Chalamet, já se manifestaram contra o cineasta.

Dylan

A escritora Dylan Farrow usou a conta dela no Twitter, no ano passado, para desabafar após a divulgação de um vídeo de infância, com ela aos 7 anos acusando o pai, o ator e diretor Woody Allen, de abuso sexual. Hoje aos 35 anos, a filha adotiva de Allen e da atriz Mia Farrow expôs seu desabafo para justificar a decisão de autorizar a exibição do vídeo no documentário ‘Allen v. Farrow’, sobre a acusação de abuso feita por ela e negada por seu pai.

Dyland escreveu: “Decidi que autorizaria a exibição na esperança que a voz da pequena Dylan possa ajudar outros que estão sofrendo em silêncio, que eles se sintam compreendidos e não se sintam sozinhos”.

“Espero que esse vídeo ajude a todos nós a permitir que segredos dolorosos saiam com segurança de seus esconderijos, para que possamos seguir com força e paz. Sem qualquer vergonha, sem medo, sem tristeza e sem silêncio”.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Celebridades

Filho de 10 anos de Ben Affleck leva susto ao dar ré em Lamborghini e acertar uma BMW
Príncipe Charles, herdeiro do trono britânico, se envolveu em um novo escândalo
Deixe seu comentário
Pode te interessar