Sábado, 26 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Light Rain

Rio Grande do Sul Ao completar cinco meses de pandemia, o Rio Grande do Sul totaliza mais de 84 mil casos de coronavírus. Mortos já são quase 2.500

Compartilhe esta notícia:

Pandemia continua em expansão, alcançando a grande maioria dos 497 municípios gaúchos. (Foto: EBC)

O Rio Grande do Sul completou nesta segunda-feira (10) cinco meses desde a confirmação de seu primeiro caso de coronavírus. Desde então, o Estado já soma 84.034 pessoas comprovadamente infectadas (89% delas já recuperadas), das quais as 98 mais recentes constam no último boletim diário da Secretaria da Saúde. Já o número de óbitos é de 2.417, com a inclusão de 57 novas vítimas.

As perdas humanas registradas neste começo de semana abrangem pacientes com idades entre 36 e 98 anos, mas o predomínio continua sendo o de idosos como segmento mais vulnerável, assim como os indivíduos com histórico de outras doenças crônicas (problemas cardíacos, respiratórios ou neurológicos). Confira, a seguir, a lista do governo gaúcho.

– Alvorada (homem, 74 anos);

– Alvorada (mulher, 67 anos);

– Alvorada (homem, 56 anos);

– Alvorada (mulher, 63 anos);

– Bagé (homem, 84 anos);

– Bento Gonçalves (mulher, 62 anos);

– Bento Gonçalves (mulher, 85 anos);

– Bento Gonçalves (homem, 73 anos);

– Candelária (homem, 84 anos);

– Caxias do Sul (homem, 83 anos);

– Caxias do Sul (homem, 76 anos);

– Caxias do Sul (homem, 73 anos);

– Estância Velha (homem, 82 anos);

– Esteio (mulher, 62 anos);

– Gravataí (mulher, 54 anos);

– Guaíba (homem, 69 anos);

– Guaporé (mulher, 95 anos);

– Ijuí (homem, 83 anos);

– Jaguarão (mulher, 79 anos);

– Não-Me-Toque (mulher, 75 anos);

– Nova Prata (mulher, 84 anos);

– Nova Prata (mulher, 85 anos);

– Novo Hamburgo (homem, 60 anos);

– Novo Hamburgo (mulher, 74 anos);

– Novo Hamburgo (homem, 57 anos);

– Passo Fundo (mulher, 77 anos);

– Passo Fundo (homem, 74 anos);

– Pelotas (homem, 73 anos);

– Porto Alegre (homem, 96 anos);

– Porto Alegre (mulher, 79 anos);

– Porto Alegre (mulher, 87 anos);

– Porto Alegre (homem, 86 anos);

– Porto Alegre (homem, 53 anos);

– Porto Alegre (mulher, 80 anos);

– Porto Alegre (mulher, 83 anos);

– Porto Alegre (mulher, 86 anos);

– Porto Alegre (mulher, 98 anos);

– Porto Alegre (mulher, 81 anos);

– Porto Alegre (homem, 64 anos);

– Porto Alegre (mulher, 73 anos);

– Porto Alegre (homem, 69 anos);

– Porto Alegre (mulher, 84 anos);

– Porto Alegre (homem, 80 anos);

– Pouso Novo (homem, 89 anos);

– Rio Grande (mulher, 36 anos);

– Sagrada Família (mulher, 76 anos);

– São Borja (homem, 71 anos);

– Sapiranga (mulher, 84 anos);

– Sapucaia do Sul (mulher, 87 anos);

– Tapejara (mulher, 36 anos);

– Teutônia (homem, 81 anos);

– Tramandaí (mulher, 76 anos);

– Três Coroas (homem, 76 anos);

– Três Coroas (homem, 55 anos);

– Viamão (homem, 79 anos);

– Viamão (mulher, 72 anos);

– Viamão (homem, 71 anos).

Relembre a primeira confirmação

A chegada da pandemia ao mapa gaúcho foi oficializada no dia 10 de março (duas semanas após São Paulo anunciar o primeiro registro no Brasil), por meio de uma coletiva de imprensa com o governador Eduardo Leite. Como caso inaugural no Estado, um homem de 60 anos, residente em Campo Bom (Serra) e que no dia 23 de fevereiro havia retornado de viagem à Itália – um dos epicentros da doença na época.

“Ele apresenta um quadro clínico leve, sem necessidade de internação hospitalar mas permanecendo em isolamento domiciliar até a melhora dos sintomas”, detalhou o chefe do Executivo. “Nenhum familiar apresentou sintomas e seguirão sendo acompanhados, assim como o caso confirmado até a melhora do quadro de saúde.”

Enquanto a informação era divulgada, o Palácio Piratini já admitia a notificação de outros 86 casos suspeitos de Covid-19 que permaneciam sob observação. Uma dessas pessoas se tornaria, no dia seguinte, o caso comprovado de número 2 no Estado e a primeira na estatística de Porto Alegre: uma mulher de 54 anos e que também fizera turismo na Itália, voltando no dia 6 de março.

Já a primeira morte causada pela Covid-19 seria registrada em Porto Alegre, no dia 25 de março. Ao anunciar o fato por meio de nota oficial, o prefeito Nelson Marchezan Júnior detalhou que a vítima era uma mulher de 91 anos, internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Moinhos de Vento.

Nos meses seguintes, a Capital se consolidaria como líder isolada no ranking da pandemia no Rio Grande do Sul, tanto em número de testes positivos (mais de 10 mil) quando de falecimentos por causa do coronavírus (459). Até esta segunda-feira, apenas 25 (5%) das 497 cidades gaúchas não haviam registrado casos de contágio.

São eles, por ordem alfabética: Aceguá, Alto Alegre, Amaral Ferrador, Arroio do Padre, Cerro Branco, Coqueiro Baixo, Estrela Velha,
Garruchos, Ilópolis, Lagoa Bonita do Sul, Lagoa dos Três Cantos, Nova Esperança do Sul, Nova Ramada, Novo Tiradentes, Novo Xingu, Pedras Altas, Pinhal da Serra, Porto Lucena, Porto Vera Cruz, Putinga, Rolador, Sete de Setembro, São José do Inhacorá,
Tupanci do Sul e Ubiretama.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Piratini disponibiliza simuladores para calcular impactos da Reforma Tributária do RS
O novo mapa do distanciamento controlado reduziu de 12 para nove as regiões gaúchas sob bandeira vermelha
Deixe seu comentário
Pode te interessar