Terça-feira, 18 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Mostly Cloudy

Rio Grande do Sul O Porto de Rio Grande retoma neste sábado a operação para retirada de rede que se desprendeu de navio pesqueiro naufragado

Compartilhe esta notícia:

Operação foi suspensa na tarde passada, para evitar transtornos à navegação na área. (Foto: Divulgação/Portos RS)

A Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS) e a Capitania dos Portos devem retomar na manhã deste sábado (17) a operação para retirada de rede de pesca que se desprendeu no canal de acesso ao local, devido ao naufrágio do pesqueiro Vencedor III na segunda-feira.

De acordo com o órgão, a operação foi suspensa no fim da tarde passada, a fim de evitar transtornos à navegação na área. O local já está sinalizado com boias e uma embarcação ficará no local para demarcação da área e segurança do tráfego marítimo.

Içamento

Com 20 toneladas, a embarcação foi içada na quinta-feira (15), três dias após ir a pique devido a colisão com o navio “WL Kirillov”, com bandeira de Malta. A ideia inicial era concluir a operação no dia anterior, mas as condições climáticas não permitiram a sua realização em segurança.

Ao longo da quinta-feira, os mergulhadores reforçaram as amarras com cabos de aço para garantir que a retirada do pesqueiro não causasse maiores danos ao meio ambiente. A intenção de resgatá-lo na vertical também levou em consideração o fato de que nesta posição o escoamento da água seria realizado de forma natural e não seria necessária a utilização de bombas de sucção.

Por volta das 18h, a plataforma flutuante Cábrea começou a movimentar o pesqueiro de 20 toneladas que estava semi naufragado. Para garantir a segurança da atividade, o tráfego de embarcações no canal de acesso foi temporariamente interrompido pela Capitania dos Portos que acompanhou atentamente o trabalho e segue realizando as investigações que apontarão as causas do acidente.

Análise

Uma vez içado, o barco foi colocado em cima da área livre da Cábrea, onde permaneceu até a manhã desta sexta-feira, quando foi levado até o cais do Estaleiro Rio Grande (ERG), onde deverá passar por uma inspeção da autoridade marítima antes de ser entregue ao proprietário.

Já o navio WL Kirillov foi liberado na tarde de terça-feira (13), depois de a Capitania dos Portos ter realizado a oitiva dos integrantes que estavam no passadiço.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Senadores do Partido Democrata pedem a Joe Biden que não dê dinheiro ao Brasil caso desmatamento não diminua
Governo cede, e CPI da Covid-19 terá Renan Calheiros como relator
Deixe seu comentário
Pode te interessar