Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Notícias Após sete anos, Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro retoma neste fim de semana as apresentações de ópera

Compartilhe esta notícia:

Sob regência do maestro Evandro Matté (C), programa destaca duas peças do século 18. (Foto: Divulgação/TSP)

Rompendo uma pausa de sete anos sem montar óperas, a Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, em Porto Alegre, volta ao gênero em um programa duplo neste fim de semana, com “Il Maestro di Cappella de Domenico Cimarosa (1749-1801)” e “Il Maestro di Musica de Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736)”, ambas compostas na Itália durante o século 18.

O espetáculo, unindo as duas óperas e com legendas em português, será apresentado às 20h deste sábado, com “bis” às 18h de domingo. Já disponíveis, os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente na bilheteria ou no site do Teatro. A duração total é de duas horas.

A regência é do maestro Evandro Matté e a direção do tenor Flávio Leite, com os solistas convidados Raquel Fortes e Elisa Lopes (sopranos), Flávio Leite (tenor) e Daniel Germano (baixo barítono).

Detalhes

A primeira parte do espetáculo será o monólogo “Il Maestro di Cappella de Cimarosa”, em que o Maestro e único personagem interpretado pelo baixo barítono Daniel Germano ensaia com sua orquestra e deixa aflorar toda a vaidade de quem acha que sabe tudo e, falando sem parar, faz de si mesmo um retrato bastante caricato do que nos nossos dias chamamos de um regente de orquestra.

“De autoria desconhecida, o texto da ópera é um prato cheio para que o solista brinque com as diversas intervenções instrumentais e é um veículo didático e lúdico para a introdução do público ao mundo dos instrumentos, escrita orquestral e da ópera”, ressalta o material de divulgação do Theatro São Pedro.

Já na segunda parte será apresentada a ópera “Il Maestro di Musica”, com uma história se passa na casa de Lamberto, um respeitado professor de música e canto, interpretado pelo tenor Flávio Leite. Lauretta, uma de suas alunas não muito aplicadas, interpretada pela soprano Raquel Fortes, explica ao exigente professor que já se acha pronta para a carreira profissional como cantora lírica, contrariando os conselhos do professor que, por sua vez, sente-se atraído pela aluna.

Entra então em cena o empresário e agente artístico Colagianni, vivido pelo baixo barítono Daniel Germano, que chega à casa de Lamberto querendo contratar uma cantora e encanta-se com Lauretta antes mesmo de ouvi-la cantar. Lamberto convida o agente para uma audição de suas alunas mais tarde no mesmo dia onde poderá avaliá-las de maneira mais profissional.

Nesse ambiente de audição surge a cômica rivalidade entre Lauretta e Dorina, outra aluna do professor, interpretada pela soprano Elisa Lopes. Lauretta, usando de todo seu charme, acaba por convencer o empresário a incluir uma cláusula em seu contrato de agenciamento que inclua levar Lamberto como seu maestro exclusivo em todas as suas apresentações.

A série oficial de Concertos da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro é financiada pela Lei de Incentivo à Cultura e tem o patrocínio master do Banrisul, patrocínio da Gerdau, Calçados Beira Rio e CVI Refrigerantes. Apoio das empresas Stihl e In Betta. A realização é da Associação Pró-Música de Porto Alegre. Ministério da Cidadania – Secretaria Especial de Cultura e governo federal.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Porto Alegre tem segunda cesta básica mais cara de setembro entre as capitais
Apple garante cobrar os menores preços possíveis em iPhones
Deixe seu comentário
Pode te interessar