Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Brasil As gurias do Brasil estrearam na Copa do Mundo de futebol feminino com uma vitória de 3 a 0 sobre a Jamaica

A atacante Cristiane (E) foi o destaque da partida, marcando todos os gols. (Foto: Divulgação/CBF)

Em sua estreia na edição 2019 da Copa do Mundo de Futebol Feminino, a Seleção Brasileira bateu a Jamaica por 3 a 0 em Grenoble, na França, país-sede do torneio. O destaque ficou por conta da atacante Cristiane, que marcou todos os gols.

Com esse resultado, as gurias da equipe verde-e-amarela lideram o grupo C, que ainda teve a vitória de 2 a 1 da Itália sobre a Austrália, próxima adversária das canarinhas. O duelo será disputado às 13h desta quinta-feira na cidade de Montpellier.

Escalações

Sob o comando de Vadão, a Seleção Brasileira atuou com Bárbara, Letícia Santos, Kathellen (Daiane), Mônica, Tamires, Thaisa, Formiga, Andressa Alves, Debinha, Bia Zaneratto (Geyse) e Cristiane (Ludmila).

Já a Jamaica do técnico Hue Menzies teve em sua escalação Schneider, Bond-Flasza, Plummer, Allyson Swaby, Blackwood, Matthews (Brown), Solaun, Chantelle Swaby, Sweatman, Carter (Cameron) e Shaw.

O jogo

Com uma atuação segura desde o apito inicial, a Seleção Brasileira mostrou que está bem preparada para a disputa da Copa do Mundo. Logo nos primeiros minutos de jogo, o Brasil chegou perto com Thaisa, que finalizou para o gol, mas a zaga caribenha desviou.

Aos 7′, Andressa Alves deu ótimo passe para Debinha, que avançou, tentou driblar a goleira Schneider, que desviou a bola com a mão e salvou a Jamaica. A pressão da Canarinho seguiu e, aos 15′, o primeiro gol foi marcado. Andressa Alves cruzou na medida para Cristiane cabecear no canto da goleira: 1 a 0.

O Brasil queria mais: aos 24′, Debinha recebeu de Andressa e chutou forte, vendo a goleira adversária fazer boa defesa. Depois foi a vez de Bárbara mostrar segurança no gol. Shaw arrancou pela direita e soltou uma bomba de pé direito, que a arqueira brasileira pegou com firmeza.

Aos 37′, Andressa Alves cobrou pênalti e viu Schneider ir no canto certo para fazer a defesa e evitar o segundo gol brasileiro.

A pressão brasileira seguiu na volta do intervalo. E o segundo gol saiu logo aos 4′ da etapa complementar: Andressa Alves cruzou na pequena área, e a bola sobrou para Cristiane, livre, escorar e fazer 2 a 0.

E a artilheira estava com o faro aguçado e deixou mais um. Aos 18′, a camisa 11 cobrou falta com categoria e viu a bola explodir no travessão antes de cruzar a linha de gol: 3 a 0. Logo depois, o técnico Vadão promoveu as entradas de Geyse e Ludmila, que permaneceram efetivas no ataque.

A camisa 23 obrigou Schneider a fazer boa defesa aos 32′, e Ludmila quase marcou aos 34′. Administrando o resultado até o fim, o Brasil confirmou a boa vitória na estreia do Mundial.

Para quem gosta de dados históricos, vale ressaltar que o Brasil feminino estreou com vitória em todas as oito edições do Mundial, realizadas desde 1991.

Cristiane

Fora da Olimpíada de 2016 (Rio de Janeiro), a atacante Cristiane chegou em clima de despedida a esta edição do torneio: aos 34 anos, ela garante que este será o seu último Mundial. Caso se confirme essa decisão, ela já garantiu nesse domingo uma série de marcas.

Além de se tornar a jogadora mais velha da história a conseguir três gols em uma partida de Copa do Mundo (incluindo a modalidade masculina, superando o português Cristiano Ronaldo). A camisa 11 também passou a ser a primeira atleta a estufar a rede em três mundiais diferentes (2007, 2011 e 2019).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Mortes causadas pela poluição do ar crescem 14% no Brasil em 10 anos
Advogado da acusadora de Neymar diz que deixará caso se a cliente não apresentar as provas
Deixe seu comentário
Pode te interessar