Domingo, 03 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Asteroide potencialmente perigoso irá passar pela Terra nesta sexta

Compartilhe esta notícia:

O asteroide não representa nenhuma ameaça para o planeta.

Foto: Nasa/Divulgação
O asteroide não representa nenhuma ameaça para o planeta. (Foto: Nasa/Divulgação)

Um gigantesco asteroide com cerca de 1,8 quilômetro de diâmetro vai passar “relativamente perto” da Terra nesta sexta-feira (27). Mas isso não é motivo para alarde.

“Não há chance alguma de que esse asteroide possa impactar a Terra. De fato, o sobrevoo de 27 de maio é o mais próximo que esse asteroide se aproximará da Terra em, pelo menos, dois séculos”, explicou o diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra da Nasa, Paul Chodas.

Chamado de 7335 (1989 JA), o asteroide não representa nenhuma ameaça para o planeta porque, segundo a Nasa, o objeto passará a cerca de dez vezes a distância média entre a Terra e a Lua, a 4 milhões de quilômetros.

Para os cientistas, essa distância permite classificá-lo como um PHA (Asteroide Potencialmente Perigoso), mas, como explica o astrônomo Pedro Bernardinelli, isso não quer dizer que ele é uma ameaça para a Terra nem mesmo em futuro próximo. “A ideia não é assustar, mas chamar atenção ao objeto para observadores”, explicou o especialista.

Bernardinelli, que foi um dos responsáveis por descobrir o cometa de maior núcleo já avistado pela ciência, disse que essa classificação não deve ser interpretada como algo alarmista.

Porém, conforme o pesquisador, essa técnica de nomeação é importante para que os astrônomos possam entender e medir precisamente a órbita de tais objetos e, dessa forma, compreender o comportamento desses corpos celestes durante décadas.

“A definição de PHA é basicamente qualquer objeto que vai passar a menos de 0.05 unidades astronômicas da Terra”, detalhou o cientista, que também é doutor em física e astronomia na Universidade da Pensilvânia.

Capstone

Um foguete Electron, da Rocket Lab, vai lançar à Lua a missão Cislunar Autonomous Positioning System Operations and Navigation Experiment (Capstone, na sigla em inglês), da Nasa (agência espacial norte-americana), a partir da Península de Mahia, na Nova Zelândia.

Inicialmente programada para decolar entre os dias 3 e 15 de maio, a missão, que havia sido adiada para o dia 31, teve o lançamento reagendado para a primeira segunda-feira do próximo mês (dia 6).

Segundo um comunicado emitido pela agência espacial norte-americana, a data está sendo avaliada continuamente, com oportunidades de lançamento até o dia 22 de junho.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Ciro Gomes chama eleitores de Bolsonaro de “nazistas”
Beneficiários do Auxílio Brasil têm até 20 de junho para fazer acompanhamento de saúde
Deixe seu comentário
Pode te interessar