Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Economia Auxílio emergencial volta a ser pago nesta terça para nascidos em janeiro; veja o calendário da sexta parcela

Compartilhe esta notícia:

Também nesta segunda, a Caixa libera saques e transferências da sexta parcela aos trabalhadores fora do Bolsa nascidos em outubro e novembro. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O primeiro depósito digital da sexta parcela do auxílio emergencial será feito pela Caixa Econômica Federal nesta terça-feira (21), para os inscritos nascidos em janeiro. O pagamento equivale ao ciclo 6 da assistência disponibilizada pelo governo federal por causa da pandemia de covid-19, desde abril de 2020.

Originalmente planejado para ter quatro parcelas, o Auxílio Emergencial 2021 foi prorrogado por outros três meses, com parcelas em agosto, setembro e outubro, por meio do Decreto nº 10.740.

Para custear os gastos dessa prorrogação, o governo federal abriu crédito extraordinário de R$ 20,27 bilhões em favor do Ministério da Cidadania por meio da Medida Provisória nº 1.056.

Com as quatro etapas de pagamentos já realizadas até o momento, o investimento do governo federal superou R$ 40,5 bilhões, incluindo todos os públicos: meios digitais, CadÚnico e Bolsa Família. São 39,4 milhões de pessoas elegíveis.

Confira os calendários da 6ª parcela do Auxílio para o Público Geral:

Depósitos

– 21/09 – Nascidos em Janeiro;

– 22/09 – Fevereiro;

– 23/09 – Março;

– 24/09 – Abril;

– 25/09 – Maio;

– 26/09 – Junho;

– 28/09 – Julho;

– 29/09 – Agosto;

– 30/09 – Setembro;

– 1º/10 – Outubro;

– 2/10 – Novembro;

– 3/10 – Dezembro.

Saques

– 4/10 – Nascidos em Janeiro;

– 5/10 – Fevereiro e Março;

– 6/10 – Abril;

– 8/10 – Maio;

– 11/10 – Junho;

– 13/10 – Julho;

– 14/10 – Agosto;

– 15/10 – Setembro;

– 18/10 – Outubro;

– 19/10 – Novembro e Dezembro.

Beneficiários do Bolsa Família

– 17/09 – Final NIS 1;

– 20/09 – NIS 2;

– 21/09 – NIS 3;

– 22/09 – NIS 4;

– 23/09 – NIS 5;

– 24/09 – NIS 6;

– 27/09 – NIS 7;

– 28/09 – NIS 8;

– 29/09 – NIS 9.

Regras

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Pelas regras estabelecidas, o auxílio é pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não houve nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Governo federal prevê Auxílio Brasil de R$ 300 em 2022
Aumento de IOF atinge empréstimos, rotativo do cartão e cheque especial
Deixe seu comentário
Pode te interessar