Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

Mundo Avião faz viagem de 1.600 km para retornar ao Canadá após passageiro mentir que tinha o coronavírus

James Potok, 28 anos, falou em voz alta que havia contraído a doença

Foto: Reprodução
James Potok, 28 anos, falou em voz alta que havia contraído a doença. (Foto: Reprodução)

Um avião da WestJet que partiu de Toronto, no Canadá, para Montego Bay, na Jamaica, foi forçado a voltar ao local da decolagem após um passageiro declarar que havia contraído o coronavírus na China. O piloto fez uma viagem de mais de 1.600 quilômetros para retornar ao aeroporto de origem.

O passageiro disse que tinha feito uma viagem recente ao país asiático, segundo reportagem do site Business Insider. Assim que James Potok, 28 anos, falou em voz alta que havia contraído a doença, a tripulação do avião imediatamente tomou todas as precauções necessárias.

Ao chegar em Toronto, Potok passou por exames e foi constatado que ele não tinha sintomas da doença. O canadense foi acusado de crime contra a propriedade e vai responder perante a Justiça.

Segundo informações do site FlightRadar24, o avião iniciou o retorno perto de Jacksonville, na Flórida (EUA), após duas horas de voo.

Voltar Todas de Mundo

Compartilhe esta notícia:

Dois traficantes são presos perto de escola em Gravataí
Avalanche deixa mais de 20 mortos na Turquia
Deixe seu comentário
Pode te interessar