Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Rio Grande do Sul Baixo nível do rio Taquari pode ser a causa do aparecimento de espuma branca

Espuma branca no leito do rio pode ser avistada em pelo menos sete municípios da região

Foto: Diego Hoffmeister/Sema
Espuma branca no leito do rio pode ser avistada em pelo menos sete municípios da região. (Foto: Diego Hoffmeister/Sema)

A espuma branca que se espalhou pelo rio Taquari nos últimos dias e que é avistada em pelo menos sete municípios da região pode ser resultado do baixo nível do rio. Essa é uma das hipóteses de análise preliminar realizada pela Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) após vistorias e coleta de amostras no rio. O resultado final da análise deve ser divulgado até o final desta semana.

Na última sexta-feira (17), uma equipe fez um sobrevoo com um helicóptero do Comando Aéreo da Brigada Militar pela parte média do rio e seguiu seu curso por cerca de 80 quilômetros em busca da origem da espuma. Em todo o trajeto, desde Roca Sales e Encantado, no Vale do Taquari, até a divisa entre Bento Gonçalves e Cotiporã, na Serra Gaúcha, foram encontradas manchas, porém sem registro de mortandade de peixes.

A análise preliminar da Fepam não aponta para substância tóxica ou lançamento clandestino de resíduos. Uma das hipóteses para o surgimento da espuma é o baixo nível do rio devido à estiagem. “A falta de chuvas faz com que os rios operem em capacidade reduzida, acumulando substâncias”, explica o biólogo e analista ambiental da Fepam Diego Hoffmeister.

A suspeita é de que a espuma tenha aparecido no rio entre os dias 11 e 12 de janeiro. Os técnicos aguardam o resultado da análise das amostras para definir as próximas ações.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Presidente do Paraguai está com dengue
Praias do Parque de Itapuã, em Viamão, são reabertas ao público em caráter experimental
Deixe seu comentário
Pode te interessar