Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
31°
Fair

Bem-Estar Beber chá diminui o risco de problemas cardíacos e de morte precoce

Estudo aponta que quem bebe três ou mais xícaras de chá por dia tem a saúde cardiovascular melhorada (Foto: Reprodução)

Muitos chás são ricos em antioxidantes, enquanto outros são apontados por suas propriedades terapêuticas. Apesar das características particulares de cada erva, um estudo publicado no periódico acadêmico European Journal of Heart Preventive Cardiology aponta para um benefício em comum entre todos os chás: eles fazem bem ao coração.

Após analisar dados de um estudo sobre saúde conduzido em 1998 durante sete anos, foi concluído que quem bebe três ou mais xícaras de chá por semana tem 20% menos chance de sofrer incidentes cardiovasculares, 22% menos risco de morte por enfermidades cardíacas e circulatórias e 15% menos risco de ter morte prematura.

As informações usadas para as análises continham dados comportamentais de mais de 100 mil adultos de 15 diferentes províncias chinesas. Além dos hábitos de consumo de chá, as pesquisas incluíam dados sobre educação, consumo de álcool, fumo, pressão sanguínea e Índice de Massa Corporal (IMC).

Apesar das conclusões significativas, esse estudo tem suas limitações, uma vez que é apenas observacional, o que não permite que os cientistas concluam exatamente efeitos de causa e consequência sobre os benefícios do consumo de chá. Porém, a pesquisa endossa uma série de outras análises acerca desse tipo de bebida e seus poderes terapêuticos.

Chás que ajudam a dormir

A hora de dormir pode ser um problema para muitos. Deitar-se na cama, ajeitar os cobertores e fechar os olhos acaba sendo um ritual de agitação, quando as preocupações invadem a mente e é difícil pegar no sono. Estratégias como a meditação são a chave para muitos, mas é inegável que os chás podem trazer calmaria e embalar uma noite tranquila e relaxada. Caso você se identifique com essa situação, conheça seis opções da bebida que vão fazer com que o descanso pleno bata a sua porta:

1. Camomila

Talvez seja a opção mais óbvia. A camomila é uma erva muito utilizada para tranquilizar e acalmar os ânimos. Uma pesquisa liderada pelo departamento de urologia da Case Western Reserve University, sediada em Cleveland, concluiu que além de ajudar no sono profundo, a planta também tem o poder de reduzir o estresse.

2. Flor de maracujá ou passiflora

Muitos dizem que o suco de maracujá traz calmaria, mas quando falamos da flor do fruto, o sono acaba chegando mais rápido. Para dar um boost ao chá você pode misturar a flor com camomila e hortelã.

3. Chá verde descafeinado

O chá verde, em sua forma mais natural, dá energia como o café. Já a opção sem a cafeína promove relaxamento, tendo como consequência o embalo no sono.

Essa opção possui um composto chamado L-teaina, responsável por mudar os benefícios da erva. Um estudo publicado pela revista acadêmica Nutrients, em 2017, mostrou que essa substância, quando longe da cafeína, ajuda a melhorar a qualidade do sono e a reduzir o estresse.

4. Chá de valeriana

Nem sempre você vai encontrar essa opção nos mercados tradicionais, tendo que recorrer a lojas especializadas ou de produtos naturais. A valeriana é uma planta nativa da Europa e da Ásia e o chá de suas raízes ajuda a acalmar.

Um artigo publicado no jornal HHS Public Acess afirma que as raízes da valeriana afetam o sono, de forma que os participantes da pesquisa que tomavam regularmente o chá tinham uma chance 80% maior de dormirem melhor em comparação àqueles que tomavam um placebo.

5. Lavanda

Também uma das opções mais tradicionais quando falamos em chás para relaxar. Por seu cheiro fresco, muitos optam por utilizar o óleo essencial de lavanda no pescoço e nos punhos antes de dormir. Mas ingerir a bebida também tem o mesmo poder.

tags: cháSaúde

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bem-Estar

Ministério da Economia usará biometria facial para certificação digital
PRF prende homem que dirigia embriagado e mulher por tráfico de drogas na BR-101
Deixe seu comentário
Pode te interessar