Segunda-feira, 10 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Você viu? Bilionário deixou o Vale do Silício para viver em aldeia remota nos Estados Unidos

Compartilhe esta notícia:

Sridhar explica que a tecnologia permitiu que ele trabalhasse da aldeia remota. (Foto: Divulgação)

“Sou um CEO à distância”, afirma Sridhar Vembu, enquanto fixa o olhar na imensidão verde do arrozal. Em 1996, ele e os irmãos fundaram a Zoho no Vale do Silício, o centro global de tecnologia e inovação dos Estados Unidos.

Hoje, 25 anos depois, a empresa de softwares tem mais de 9,5 mil funcionários e valor estimado de quase US $ 2,5 bilhões pela revista “Forbes”.

Mas depois de passar quase três décadas na Califórnia e conduzir a companhia a esse patamar, Sridhar decidiu se mudar para um lugar bem mais tranquilo: uma aldeia remota no sul da Índia. “Há muitos campos de arroz com umas quatro ou cinco ruas”, conta Sridhar.

A aldeia arborizada está situada aos pés de uma cordilheira no distrito de Tenkasi, a 600 km ao sul de Chennai, na costa leste da Índia. Tem menos de 2 mil habitantes, não possui estradas principais, tampouco rede de água ou esgoto. E como o acesso à eletricidade também é irregular, Sridhar depende de geradores a diesel.

Mas como será que ele consegue trabalhar de um lugar tão diferente do Vale do Silício? Em primeiro lugar, ele conseguiu uma conexão de internet de fibra ótica de alta velocidade. E, além disso, ser o chefe de uma empresa bem-sucedida tem seus benefícios: “Basicamente, chegam até mim as coisas que têm a ver com políticas importantes.”

“A empresa é grande o suficiente agora e muitas das decisões são tomadas localmente por uma equipe.”

Nenhum de seus principais executivos ou assistentes pessoais mora nas proximidades. No entanto, este empreendedor digital gosta de ser um líder que está pessoalmente envolvido. “Eu lidero uma das equipes. Trabalho em estreita colaboração com os programadores e me envolvo em alguns projetos de tecnologia. A equipe de software é formada por engenheiros espalhados por todo o mundo.”

Sridhar mora em uma casa de campo de dois quartos recém-construída e se adaptou com entusiasmo ao estilo de vida rural. A casa não tem ar-condicionado e, em vez de dirigir, ele agora usa um triciclo elétrico ou bicicleta, e vai com frequência ao salão de chá da aldeia para conversar com os aldeões.

“Estou curtindo muito a vida aqui. Pude conhecer muitas pessoas desta vila e dos arredores.”

Ele costuma ser visto de jeans e camiseta, embora às vezes opte por usar um dhoti, uma vestimenta típica masculina que consiste em um retângulo de pano que é colocado em volta das pernas e amarrado na cintura, parecendo um par de calças largas.

Graças a suas aparições na mídia, a maioria dos aldeões sabe quem ele é. Mas ele insiste que não é uma celebridade. Na verdade, ele pediu que não publicássemos o nome de sua aldeia, pois não quer que ninguém chegue lá sem avisar.

“A vida social no campo é totalmente diferente. As pessoas têm tempo para fazer boas amizades. Elas podem te convidar inesperadamente para comer na casa delas. Recentemente, fui a uma aldeia próxima e conversei com umas cerca de 10 ou 15 pessoas.”

Sridhar diz que nunca foi o tipo de empresário que ostentava, então ele não sente falta de sua vida anterior. “Nunca joguei golfe. Nunca fui um animal social. Costumava viajar a negócios, mas agora a maioria dessas reuniões é feita por videoconferência.”

Ele usa as redes sociais para ficar por dentro das últimas tendências do setor, para seguir pessoas interessantes e ter conversas estimulantes.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Você viu?

Confira dicas veterinárias para alimentar seu pet corretamente
Nova Jersey, nos Estados Unidos, dará cerveja de graça a quem tomar vacina contra o coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar