Domingo, 29 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Economia Bill Gates ultrapassa Jeff Bezos e volta a ser a pessoa mais rica do mundo

Jeff Bezos perde posto de homem mais rico para Bill Gates. (Foto: Reprodução)

Bill Gates supera Jeff Bezos e volta a ser pessoa mais rica do mundo. Dois anos depois de perder a liderança do índice de bilionários da Bloomberg para o CEO da Amazon, o fundador da Microsoft teve sua fortuna avaliada em US$ 110 bilhões. Bezos agora conta com patrimônio em US$ 108,7 bilhões.

O CEO da Amazon foi ultrapassado na última sexta-feira (15), depois de perdas acumuladas nas ações da empresa. Além disso, dois fatores fizeram com que Gates retomasse o posto. No dia 25 de outubro, a Microsoft fechou um contrato com o Pentágono de prestação de serviços de computação em nuvem no valor de US$ 10 bilhões – o que valorizou a Microsoft em 48% neste ano.

O segundo deles foi que o fundador da Amazon enfrentou o divórcio de MacKenzie Bezos no início deste ano. Se não fosse o impasse, o norte-americano seria muito mais rico. Na terceira colocação, está o empresário francês Bernard Arnault, presidente e diretor da LVMH, com uma fortuna de US$ 102,7 bilhões.

Jeff Bezos

Ele perdeu o posto depois que as ações de sua empresa Amazon caíram mais de 7%, o que reduziu sua fortuna de US$ 114 bilhões para US$ 103,9 bilhões.

Bezos se tornou a pessoa mais rica do mundo em 2018, quando tirou o “reinado” que havia sido de Gates por 24 anos. Entretanto, o fundador da Amazon já vinha perdendo alguns bilhões e vinha perdendo terreno para Gates. Uma das razões foi o seu divórcio, no qual Bezos entregou um quarto da sua empresa para sua ex-esposa, MacKenzie Bezos. O acordo a tornou uma das mulheres mais ricas do mundo e a fez entrar pela primeira vez na lista anual de bilionários da Forbes.

A outra causa para a queda na fortuna de Bezos foi o desempenho recente da empresa na Bolsa de Valores. Na última quinta-feira (24), a empresa registrou uma queda de 26% no lucro líquido no terceiro trimestre – seu primeiro declínio desde 2017. A razão está nos altos investimentos da empresa em logística e infraestrutura. A gigante do e-commerce quer estabelecer a entrega de um dia para todos os membros do Amazon Prime, usuários que pagam uma mensalidade para ter acesso a uma série de serviços, incluindo frete gratuito.

A outra causa para a queda na fortuna de Bezos foi o desempenho recente da empresa na Bolsa de Valores. Na última quinta-feira (24), a empresa registrou uma queda de 26% no lucro líquido no terceiro trimestre – seu primeiro declínio desde 2017.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

As carreiras típicas do Estado precisam de independência e de autonomia do mundo político
Deslizamento e risco de queda de rocha reforçam o alerta de instabilidade em trecho interditado da ERS-122 em Farroupilha
Deixe seu comentário
Pode te interessar