Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Brasil Bolsonaro diz que parte da Petrobras vai ser privatizada

Presidente eleito deu declaração durante entrevista no Rio. (Foto: Rogério Melo/PR)

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (19) que “parte” da Petrobras pode ser privatizada. Bolsonaro deu a declaração ao ser questionado sobre o assunto durante uma entrevista no Rio de Janeiro.

“Nós estamos conversando sobre isso aí. Eu não sou uma pessoa inflexível. Mas nós temos que, com muita responsabilidade, levar avante um plano como esse aí. Eu vi lá atrás com muito bons olhos a questão da Embraer. Nós podemos conversar, tá certo? Mas entendo como um empresa estratégica que pode ser privatizada em parte”, afirmou.

Ainda na campanha eleitoral, Bolsonaro afirmou que privatizará a Petrobras “se não tiver solução”. “Acaba com esse monopólio estatal e ponto final”, disse ele na ocasião.

“Carta branca” de Paulo Guedes

Durante a entrevista desta segunda-feira, Bolsonaro também comentou a indicação de Roberto Castello Branco para a presidência da Petrobras. Segundo o presidente eleito, Castello Branco foi indicado pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem “carta branca” para definir a equipe econômica.

“[Castello Branco] é uma indicação do Paulo Guedes. Eu estou dando carta branca a ele. Tudo que é envolvido com economia é ele que está escalando o time. Eu só, obviamente, e ele sabe disso, estamos cobrando produtividade. Enxugar a máquina e buscar, realmente, fazê-la funcionar para o bem-estar da nossa população”, declarou Bolsonaro.

Na semana passada, o presidente eleito já havia dito que Paulo Guedes foi quem indicou o nome de Joaquim Levy para a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Ivan Monteiro no BB

Atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro pode assumir a presidência do BB (Banco do Brasil), informou o colunista do G1 e da GloboNews Valdo Cruz. Questionado sobre o assunto, Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que “talvez” isso aconteça, mas a decisão ainda não foi tomada.

“Quem está botando é o Paulo Guedes e eu estou avalizando. Talvez o Banco do Brasil, mas eu não tenho certeza”, ressaltou o presidente eleito.

Elogio

O vice-presidente da República eleito, general Hamilton Mourão (PRTB), elogiou nesta segunda-feira (19) a escolha do economista Roberto Castello Branco para a presidência da Petrobras. “Acho um nome extremamente competente (sic) o Gil Castello Branco, excelente. Vai manter essa gestão de recuperação que a empresa está passando”, afirmou Mourão, confundindo o nome do futuro dirigente da petroleira.

Provavelmente, Mourão confundiu o nome de Roberto com o de Francisco Gil Castello Branco, secretário-geral da Associação Contas Abertas, organização que analisa gastos públicos.

Roberto Castello Branco é consultor para a área energética da equipe de transição do governo Jair Bolsonaro (PSL) e foi confirmado para presidir a estatal nesta segunda (19) pela assessoria do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

Sobre privatização da Petrobras, Mourão disse que o governo Bolsonaro defende que o “núcleo duro, que é a prospecção” deve permanecer sob controle do estado, mas poderá negociar privatizar áreas de distribuição e refino da empresa.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Conheça alguns ex-colegas da Operação Lava-Jato que Sérgio Moro deve levar com ele para o Ministério da Justiça
O Ministério da Saúde anunciou para esta terça-feira um edital prevendo mais de 8 mil vagas para o programa Mais Médicos
Deixe seu comentário
Pode te interessar