Domingo, 23 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
34°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Política Bolsonaro expõe roupas da posse e diz que o País foi bem na economia durante a pandemia

Compartilhe esta notícia:

Cerimônia durou cerca de 15 minutos e reuniu Michelle Bolsonaro e ministros

Foto: Alan Santos/PR
Cerimônia durou cerca de 15 minutos e reuniu Michelle Bolsonaro e ministros. (Foto: Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta segunda-feira (07) de um evento no Palácio do Planalto no qual foram expostas as roupas que ele e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, usaram na posse presidencial, em 2019.

A cerimônia durou cerca de 15 minutos e reuniu alguns ministros, entre os quais Walter Souza Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Em um breve discurso, Bolsonaro fez propaganda para o alfaiate que confeccionou o terno para ele e disse que a roupa foi de graça. “Disse para ele que meu número era 500. Quinhentos reais. Acima disso, não é meu número. Mas ele falou ‘vou fazer de graça’. Falei ‘ué, quer fazer de graça? Então, de graça, até injeção marciana’. Então, vamos aceitar esse terno”, brincou o presidente.

Os trajes usados pelo presidente e pela primeira-dama foram expostos no salão térreo do Palácio do Planalto, ao lado do Rolls-Royce presidencial, da década de 1950. É por este salão que passam as pessoas que se reunirão com funcionários da Presidência. As roupas foram colocadas dentro de painéis de vidro, separados do público por fitas nas cores verde e amarela.

Pandemia

Durante o discurso, Bolsonaro disse que o Brasil é um dos países que “melhor” está se saindo na economia durante a pandemia do novo coronavírus.

“A gente espera, quando entregar a faixa para o futuro presidente, que entreguemos um Brasil bem melhor do que pegamos no início do ano passado. Que, apesar de uma pandemia e de outros problemas, o Brasil é um dos países que melhor está se saindo na questão da economia. Essa economia que eu falei e que era tão criticada. ‘Primeiro vida, depois economia’. Não, de mãos dadas, economia e saúde”, declarou.

Na semana passada, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que o PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre de 2020 cresceu 7,7% na comparação com o segundo trimestre. Ainda segundo o IBGE, no entanto, o PIB acumulado do ano (de janeiro a setembro) registra queda de 5% na comparação com o mesmo período de 2019.

No discurso, Bolsonaro fez propaganda para alfaiate e disse que não foi cobrado. (Foto: Anderson Riedel/PR)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Idosa de 90 anos é a primeira a ser vacinada contra o coronavírus no Reino Unido
Após caso de coronavírus, agência FGTAS/Sine do Centro de Porto Alegre fecha a partir desta terça-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar