Terça-feira, 11 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

Saúde O Brasil chega a 64.867 mortes por coronavírus e supera 1 milhão e 600 mil casos da doença

Compartilhe esta notícia:

País registrou 26.051 novos casos nas últimas 24 horas.

Foto: NIAID/Divulgação
Professor de universidade pública desenvolve máquina. (Foto: NIAID/Divulgação)

O Brasil registrou mais 602 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas e agora tem 64.867 óbitos, de acordo com dados divulgados no domingo (5) pelo Ministério da Saúde.

Segundo o governo federal, o país ainda ultrapassou a marca de 1,6 milhão de infectados pelo coronavírus. O Brasil registrou 26.051 novos casos nas últimas 24 horas e agora soma 1.603.055 infectados.

Ainda segundo a pasta, o país tem 906.286 casos recuperados da doença e outras 631.902 pessoas em acompanhamento.

Recuperados – O número de recuperados diverge do apontado pela Universidade Johns Hopkins. Segundo a universidade, o Brasil superou a marca de 1 milhão de recuperados do novo coronavírus. De acordo com os dados até às 17h32 de domingo, o país tem 1.013.951 pessoas que se recuperaram do coronavírus.

Em números absolutos no painel da Johns Hopkins, o Brasil tem mais recuperados do que os Estados Unidos (894.325 recuperados), segundo país na estatística. No entanto, a universidade não tem os dados de curados de oito estados ou territórios norte-americanos, entre eles três que já passaram de 100 mil casos registrados: Califórnia, Illinois e Flórida. Os outros territórios são: Georgia, Washington, Missouri, Porto Rico e Grand Princess.

Diante da ausência desses dados, não se pode dizer ao certo quantos são os norte-americanos recuperados da covid-19. Segundo o site Worldometers, já seriam mais de 1,28 milhão de curados nos Estados Unidos.

Saúde omite mortes 

Há 51 dias sem ministro titular na Saúde, o governo Jair Bolsonaro (sem partido) continua omitindo, desde a saída de Nelson Teich, os números totais de mortos por coronavírus em redes sociais.

As publicações do governo no Twitter e Facebook favorecem a divulgação de “brasileiros salvos”, “em recuperação” e indica o número total de casos, com rankings comparativos com outros países. Já o indicativo de mortes apresenta o número de óbitos por milhão, e não os dados totais.

O Brasil é o segundo país com mais mortes pela covid-19, atrás apenas dos EUA, mas no índice de mortes por 1 milhão, divulgados nas redes pelo governo, aparece em 15º.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Sem ministro titular há 51 dias, Saúde omite total de mortes por coronavírus nas redes sociais
O plasma sanguíneo de pacientes que se recuperaram do coronavírus está sendo testado no Reino Unido
Deixe seu comentário
Pode te interessar