Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Brasil se aproxima das 450 mil mortes por coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Nas últimas 24 horas, foram registrados 860 óbitos e 35,8 mil casos no País.

Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Método utiliza nanotecnologia para detectar o vírus. (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O Brasil registrou mais 860 mortes e 35.819 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, segundo informação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) neste domingo (23). Com isso, o País soma 449.068 vidas perdidas para a doença e 16.083.258 contaminados na pandemia.

Os números do domingo são sempre menores por conta da baixa notificação das secretarias estaduais. Porém, as médias móveis continuam em patamares altíssimos, com 65.112 contágios e 1.902 óbitos por dia.

Os dados por Estado continuam mantendo São Paulo como o que mais acumula contaminações e vítimas em números absolutos, sendo 3.188.105 e 107.614, respectivamente.

Já Minas Gerais aparece na segunda posição em casos, com 1.516.282, seguido por Paraná (1.060.683) e Rio Grande do Sul (1.059.990). O Estado da Bahia também já se aproxima da marca de um milhão, com 983.587 contágios confirmados.

Nas mortes, o Rio de Janeiro é o que aparece na segunda colocação nos dados absolutos, com 49.515. No entanto, o estado fluminense é o que apresenta a maior taxa de letalidade, de 5,9%, mais do que o dobro da média nacional, que está em 2,8%.

Pela terceira semana consecutiva, o país registrou aumento no número de casos: eram 419.904 entre 2 a 8 de maio; foi para 440.655 entre os dias 9 a 15 de maio; e chegou a 460.905 na semana entre 16 e 22 de maio.

Já as mortes ficaram levemente abaixo do que o registrado na última semana: foram 13.493 entre 16 e 22 de maio contra 13.399 entre 9 e 15 de maio.

Leitos  de UTI

O Ministério da Saúde autorizou o funcionamento de mais 650 leitos de unidades de Terapia Intensiva (UTI) adulto e 14 leitos de UTI pediátrica para tratamento de pacientes graves de covid-19. A autorização foi dada na sexta-feira (21) e divulgada neste domingo (23) pela pasta. Segundo o ministério, a autorização tem caráter excepcional e temporário e visa apoiar os estados e municípios durante a pandemia.

Foram contemplados municípios nos estados do Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Com isso, o governo federal vai repassar quase R$ 32 milhões por mês para a manutenção dos novos leitos.

As secretarias estaduais e municipais de saúde têm autonomia para disponibilizar e financiar os leitos, mas o Ministério da Saúde disponibiliza recursos adicionais e auxílio técnico para o enfrentamento da doença, diante do atual cenário de emergência. Segundo a pasta, apenas neste ano já foram autorizados cerca de 23 mil leitos de UTI covid-19, com valores totais de R$ 2,33 bilhões.

De acordo com a pasta, as autorizações são dadas após análise de critérios como a curva epidemiológica do coronavírus na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e o corpo clínico para atuação em UTI.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Mais de 485 mil pessoas em Porto Alegre já receberam a primeira dose da vacina contra a covid
Médico confirma covid em irmã de Bolsonaro e fala em evolução ‘satisfatória’
Deixe seu comentário
Pode te interessar