Quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Comportamento Brasileiros estão se casando menos e ficando menos tempo casados

Compartilhe esta notícia:

Número de casamentos caiu 2,7% em 2019, no quarto ano seguido de queda. (Foto: Divulgação)

Os brasileiros estão se casando menos e, quando casados, ficando unidos civilmente por menos tempo. É o que apontam as Estatísticas do Registro Civil, referentes a 2019, divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, foram registrados cerca 1,02 milhão de casamentos no Brasil em 2019, cerca de 28,8 mil a menos que em 2018, o que representa uma queda de 2,7%.

O IBGE destacou que esta foi a quarta vez seguida em que caiu o número de casamentos no país. Mas o recuo foi menos intenso que no ano anterior. Entre 2017 e 2018, a queda havia sido de 1,6%. De 2016 para 2017 a queda foi de 2,3%, enquanto a de 2015 para 2016 tinha sido de 3,7%, a mais intensa desde então.

A queda no número de casamentos foi observada em todas as grandes regiões do país na passagem de 2018 para 2019. Todavia, foi mais intensa no Sudeste, onde o recuo foi de 4%, quase o dobro do Nordeste, onde a queda foi de 2,2%.

No Sul, a queda foi de 1,4%, seguido pelo Centro-Oeste, com recuo de 1,2%. A Norte foi a região com a queda menos intensa no número de casamentos, de 0,3%.

Casamento após os 40 anos

Ao analisar os registros de casamento no Brasil por faixa etária dos cônjuges, o IBGE observou que, embora o número total tenha caído, aumentou o número de uniões entre pessoas com mais de 40 anos de idade.

“Existe uma tendência das pessoas estarem se casando mais tarde. Entre as mulheres, existe a tendência de postergar a gravidez por conta do trabalho. Os homens também têm postergado mais”, apontou a gerente da pesquisa, Klívia Brayner.

A idade média dos cônjuges que se casaram em 2019 foi de 28 anos para mulheres e de 31 para os homens. Quando o casamento se deu entre pessoas do mesmo sexo, a média de idade das mulheres foi de 32 anos e a dos homens, de 34 anos.

Considerando apenas os casamentos entre pessoas de sexo distintos, na comparação com 2018, diminuiu em 3,7% o número de homens que se casaram com idade entre 15 e 39 anos, enquanto aumentou em 3,7% o número de homens que se casaram após os 40 anos.

Entre as mulheres, a queda foi de 3,4% para aquelas entre 15 e 39 anos, enquanto aumentou em 5,1% entre as com mais de 40 anos.

“O próprio divórcio permite que as pessoas se casem novamente, fazendo com que o segundo casamento aconteça após os 40”, ressaltou a pesquisadora.

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo também têm queda

O levantamento do IBGE mostrou que também houve queda no número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo na passagem de 2018 para 2019.

Dos cerca de 1,02 milhão de casamentos formalizados no país, 9,05 mil foram entre pessoas do mesmo sexo, cerca de 500 a menos que no ano anterior, o que corresponde a uma queda de 4,9% no período.

A queda interrompeu dois anos seguidos de alta, e ocorreu após ter apresentado um salto recorde em 2018. Naquele ano, a união civil entre pessoas do mesmo sexo teve alta de 61,7%, enquanto o número total de casamentos teve queda de 1,6%.

Dentre os 9 mil casamentos entre pessoas do mesmo sexo ocorridos em 2019, 5,3 mil foram entre mulheres e 3,7 mil, entre homens. A queda foi maior entre eles (-6,3%) que entre elas (-3,8%).

O IBGE destacou que a Região Norte foi a única onde ocorreu aumento no número de casamentos de pessoas do mesmo sexo – a alta foi de 6,5%. As quedas mais intensas foram observadas no Centro-Oeste e a Sul – respectivamente, de 13,1% e 12,8%.

Casamentos duram menos

A cada ano que passa, os casamentos duram menos no Brasil. Em 2018, a média de duração da união era de 17,6 anos. Já em 2019, essa média caiu para 13,8 anos.

“Quase metade dos casamentos duram menos de 10 anos”, enfatizou a gerente da pesquisa, Klívia Brayner.

Segundo a pesquisa, 48,2% dos divórcios registrados em 2019 tiveram menos de 10 anos de duração. Dez anos antes, em 2019, esse percentual foi de 30,4%.

Ainda segundo a pesquisa, 9,6% dos divórcios formalizados em 2019 ocorreram entre 20 e 25 anos de união, enquanto 18,3% após 26 anos ou mais de casamento. Uma década antes estes percentuais foram, respectivamente, de 16,4% e 24,5%.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Comportamento

Fluidez sexual é mais comum em mulheres do que em homens
Saiba como aliviar uma crise de ansiedade quando você está sozinho
Deixe seu comentário
Pode te interessar