Sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Brasileiros “invadem” Portugal: oito mil brasileiros chegam no fim de semana

Compartilhe esta notícia:

Turismo retoma protagonismo em Portugal. (Foto: Reprodução)

Apesar do caos nos aeroportos, cerca de oito mil brasileiros entraram em Portugal apenas no último fim de semana, informou o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ao Portugal Giro.

A maioria chegou por Lisboa, onde as filas de espera no desembarque ultrapassaram as três horas.

Ao todo, aproximadamente 100 mil pessoas entraram em Portugal no fim de semana: 50 mil em Lisboa, 36 mil em Faro e 10 mil no Porto.

Os brasileiros aumentam as fileiras de turistas internacionais e fazem de Portugal o quarto destino europeu mais procurado. A estimativa é que os desembarques devem superar em 179% os de 2021.

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, sigla em inglês) prevê que o turismo será um dos motores da recuperação a partir deste ano, crescendo 54,7% até dezembro. A receita estimada é de € 35,8 bilhões, cerca de 16,2% do Produto Interno Bruto. Quase um milhão de empregos serão criados.

Em 2023, o valor superaria níveis pré-pandemia, arrecadando € 39 bilhões, 17,4% do PIB. Mas representantes nacionais do setor estimam que, já em 2022, a receita do turismo poderá ficar acima da obtida em 2019.

Um dos obstáculos apontados para a plena retomada econômica é a falta de mão de obra, principalmente na hotelaria. É uma lacuna que o governo tentará preencher com o visto temporário para a procura de trabalho.

Visto para trabalhar

Em meio à grave crise de mão de obra, o governo de Portugal aprovou em Conselho de Ministros o visto temporário para busca de trabalho no país.

Com a permissão da entrada e permanência legal de estrangeiros em Portugal por seis meses, a emigração de brasileiros tende a disparar.

O novo visto era reivindicação antiga dos brasileiros, que entram no país como turistas, sem a certeza de achar emprego, e a maioria corre risco de acabar na irregularidade.

Na sequência da aprovação da medida, um dos maiores escritórios de auxílio à mudança legal de brasileiros bateu recordes de procura. Segundo Patrícia Lemos, fundadora do Vou Mudar para Portugal, o impacto na imigração de brasileiros já apresenta números significativos.

“Sentimos imediatamente a repercussão. Fazemos lives com 700, 800 pessoas e na de hoje (quarta-feira), logo após o anúncio, dobrou o número. No nosso atendimento por WhatsApp, a média é de três mil por mês. Em 30 minutos, tínhamos 1,7 mil pedidos. Foi um turbilhão e estamos vendo como vamos alocar pessoas para atender no feriado de Corpus Christi”, disse Lemos.

Para Lemos, o número recorde de 210 mil brasileiros residindo oficialmente em Portugal deve dobrar. (Observação: a comunidade é maior, porque inclui brasileiros sem residência oficial e aqueles com cidadania. Segundo o Itamaraty, seriam 276 mil. Outro levantamento indica cerca de 350 mil).

“O visto para quem busca trabalho muda tudo. Sem nenhuma empolgação, e até sendo conservadora, acho que é muito possível o número dobrar. Os brasileiros que querem emigrar são muitos. E vir legalizado é tudo que as pessoas buscavam”, declarou Lemos.

Especialista em imigração, Vitor Couto, da J. Amaral Advogados, diz que a aprovação do novo visto, além de impulsionar a imigração, é o reconhecimento do grave problema da mão de obra em Portugal e na Europa.

A medida aprovada faz parte de um pacote do governo para facilitar a imigração e ainda seguirá para o Parlamento, onde o Partido Socialista tem maioria absoluta. Outra mudança incluída foi a alteração na regra do “princípio da prioridade”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Inflação anual da zona do euro em maio é confirmada em recorde de mais de 8%
80 anos de Paul McCartney: Confira as músicas mais gravadas e tocadas no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar