Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

Capa – Caderno 1 Cada vez mais próximo do retorno à Série A, o Inter enfrenta o Paraná Clube nesta terça-feira

No primeiro confronto, em junho, o Colorado empatou em 0 a 0, sob vaias no Beira-Rio. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Após a vitória de sábado sobre o Santa Cruz-PE no estádio Beira-Rio, o elenco do Inter teve apenas duas sessões preparatórias antes de embarcar para Curitiba, onde enfrenta o Paraná Clube na noite desta terça-feira. A partida, válida pelo vigésima-oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, está marcada para as 20h30min, com cobertura ao vivo da Rádio Grenal (95.9 FM ou www.radiogrenal.com.br).

Nos trabalhos da manhã dessa segunda-feira, o técnico Guto Ferreira não revelou e nem levou ao gramado do centro de treinamentos do Parque Gigante a escalação que começará a o jogo. O compromisso colorado não terá as presenças do zagueiro Victor Cuesta e do atacante William Pottker, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Já o atacante Nico López e os laterais Uendel e Cláudio Winck estão à disposição.

Durante o primeiro turno, o confronto entre as duas equipes pela Série B, na noite de 20 de junho, terminou empatado em 0 a 0 no Beira-Rio. A equipe e a comissão técnica coloradas deixaram o gramado sob vaias e protestos da torcida, em meio à má fase então vivida pelo clube na competição.

Situação

Líder da Série B, o Inter tem o melhor ataque e a melhor defesa do Campeonato Brasileiro da Série B, além da melhor campanha fora de casa e de uma sequência de oito vitórias consecutivas em Porto Alegre. O desempenho geral também é excelente: nos últimos 11 jogos pela competição, o Colorado venceu dez, perdendo apenas para o Juventude em Caxias do Sul. O aproveitamento é de 66,7%.

A vitória de 2 a 0 sobre o Santa Cruz na rodada do último fim-de-semana permitiu ao clube da avenida Padre Cacique chegar a 54 pontos, a abrindo seis de vantagem para o vice-líder do América-MG (que “colaborou” perdendo por 1 a 0 para o Oeste-SP) e se manteve nove pontos na frente do quinto colocado – mesmo se houver um tropeço em Curitiba, o alvi-rubro gaúcho não poderá ser ultrapassado.

Caso mantenha o desempenho apresentado ao longo do returno, com mais três ou quatro vitórias o time do Saci poderá assegurar de forma antecipada o seu retorno à Primeira Divisão. Direção, comissão técnica e jogadores, no entanto, têm adotado um discurso de cautela, a fim de evitar que o clima de “já ganhou” comprometa o rendimento da equipe.

Em entrevista coletiva antes do embarque, o lateral Uendel assegurou que o elenco está focado e ressaltou que o retorno à Série A ainda depende de muito trabalho. “O momento é bom mas não tem como a gente ficar relaxado enquanto não conseguir os resultados necessários para chegar aos pontos necessários para subir”, declarou o camisa 6, um dos integrantes mais regulares do plantel. “A gente pensa jogo a jogo.”

Próximos passos

O grupo de D’Alessandro e companhia terá pela frente mais dez rodadas após o jogo desta terça-feira contra o Paraná (terceiro colocado). Os adversários serão o Brasil de Pelotas (em Porto Alegre, na próxima segunda-feira), Boa Esporte Clube-MG (no dia 17, em Varginha), Criciúma-SC (fora de casa, no dia 21) e Ceará (no dia 28, no Beira-Rio).

Já no mês que vem, o clube gaúcho recebe os alagoanos do CRB (no dia 4, na capital gaúcha), o Luverdense (em Mato Grosso, no dia 7), o Vila Nova-GO (no dia 11, em casa), o Oeste (em São Paulo, no dia 14), o Goiás (no dia 18, em Goiânia) e, “passando a régua” na fatura, o Guarani-SP em pleno Beira-Rio, no dia 25, um sábado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

A aprovação de Michel Temer cai a 5%, mas sobe o apoio da população a permanência dele no cargo
“Eu só assinava”, diz Pezão em depoimento sobre obras de Cabral sob suspeita
Deixe seu comentário
Pode te interessar