Sábado, 19 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Mostly Cloudy

Política Câmara dos Deputados aprova texto-base do projeto de lei do licenciamento ambiental

Compartilhe esta notícia:

A votação registrou 300 votos a favor e 122 contra

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
A votação registrou 300 votos a favor e 122 contra. (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou no começo da madrugada desta quinta-feira (13) o texto-base do PL 3729/04 (projeto de lei do licenciamento ambiental), que estabelece regras gerais desse procedimento a serem seguidas por todos os órgãos licenciadores, como prazos de vigência, tipos de licenças e empreendimentos dispensados de obtê-la.

A votação registrou 300 votos a favor e 122 contra. A análise dos destaques apresentados pelos partidos ficou para esta quinta-feira, em sessão marcada para as 10h.

De acordo com o substitutivo do deputado Neri Geller (PP-MT), não precisarão de licença ambiental obras de saneamento básico, de manutenção em estradas e portos, de distribuição de energia elétrica com baixa tensão, obras que sejam consideradas de porte insignificante pela autoridade licenciadora ou que não estejam listadas entre aquelas para as quais será exigido licenciamento.

O texto aprovado cria ainda a licença única para simplificar o procedimento e permite a junção de licenças prévias com a de instalação, por exemplo. “O estado que tiver legislação mais rígida não vai mudá-la. É uma questão de bom senso. O projeto dá segurança jurídica para evitar questionamentos pela falta de uma norma geral”, disse Geller.

Para o relator, a dispensa de licença de empreendimentos de utilidade pública ou interesse social evita “uma cega burocracia, seja por ausência de impacto, seja por regulamentação específica em outras legislações”.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Caixa Econômica Federal libera saques e transferências do auxílio emergencial a nascidos em outubro
Força Nacional vai apoiar a Polícia Federal em ações nas fronteiras
Deixe seu comentário
Pode te interessar