Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Política Chuvas no Rio Grande do Sul: Lula pede ao vice Alckmin ações para baratear eletrodomésticos da chamada “linha branca”

Compartilhe esta notícia:

Segundo a Casa Civil, o governo negocia com empresas um desconto de 15% para os eletrodomésticos vendidos no RS. Na foto, o presidente Lula

Foto: CanalGov/Reprodução
Segundo a Casa Civil, governo negocia com empresas um desconto de 15% para os eletrodomésticos vendidos no RS

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cobrou nesta quarta-feira (29), do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin, ações que permitam o barateamento de eletrodomésticos da chamada “linha branca” – como geladeira, máquina de lavar e fogão.

O petista fez a cobrança durante evento no Palácio do Planalto em que o governo anunciou novas medidas de apoio ao Rio Grande do Sul em razão das fortes chuvas no estado.

“As pessoas precisam do dinheiro para comprar o mínimo necessário, para comprar uma roupa, para comprar um chinelo, para comprar um fogão, para comprar uma geladeira, e nós sabemos da dificuldade”, disse Lula.

“Eu já pedi para o Alckmin conversar com os companheiros que fabricam a linha branca para que, neste momento no Rio Grande do Sul, as pessoas levem em conta que a gente vai ter que oferecer produtos da mesma qualidade, mas mais baratos, para que o setor também possa dar contribuição como aconteceu com o setor da carne”, completou o petista.

Em entrevista a jornalistas, a secretária executiva da Casa Civil, Miriam Belchior, disse que o governo negocia um desconto de 15% na linha branca para as pessoas afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

“O que está se articulando agora é ver como é que a oferta desses produtos lá no comércio do Rio Grande do Sul, possa contar com o desconto de 15%, que foi o que originalmente o setor tinha discutido com o vice-presidente Geraldo Alckmin”, declarou.

Segundo Belchior, o governo havia conversado com o setor produtivo para realizar a aquisição dos aparelhos da linha branca, como fogões e geladeiras, e depois distribuí-los aos afetados pelas chuvas. Contudo, a logística de compra e distribuição se mostrou complexa.

Pedido antigo

No ano passado, antes da catástrofe gaúcha, Lula já havia sugerido a Alckmin, em uma solenidade no Palácio do Planalto, a ideia de reeditar ações que facilitaram compra de geladeiras e outros itens da linha branca.

Em 2009, durante o seu segundo mandato como presidente, Lula lançou um programa que reduziu o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre itens da linha branca.

Projeto no Congresso

Na semana passada, a Câmara aprovou um projeto que isenta microempreendedores e moradores de locais atingidos por desastres naturais de pagar o Imposto Sobre Produtos Industrializado na compra de móveis e eletrodomésticos.

O texto ainda terá de ser analisado pelo Senado para ser enviado à sanção presidencial e entrar em vigor. A isenção vale apenas para artigos produzidos no Brasil e se aplicam a: fogões de cozinha; refrigeradores; máquinas de lavar roupa; tanquinhos; cadeiras e sofás; mesas e armários.

O texto é amplo e se estende a todos os municípios mencionados em decretos de emergência ou calamidade pública, ou seja, não se destinaria apenas às cidades gaúchas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Sorteio de maio do programa Nota Fiscal Gaúcha é adiado
Lula anuncia novas medidas para reconstrução do Rio Grande do Sul
https://www.osul.com.br/chuvas-no-rio-grande-do-sul-lula-pede-ao-vice-alckmin-acoes-para-baratear-eletrodomesticos-da-chamada-linha-branca/ Chuvas no Rio Grande do Sul: Lula pede ao vice Alckmin ações para baratear eletrodomésticos da chamada “linha branca” 2024-05-29
Deixe seu comentário
Pode te interessar