Sexta-feira, 03 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Partly Cloudy

Mundo De olho na reeleição, Donald Trump reforça suas promessas de campanha sobre empregos, imigração e defesa em discurso no Congresso dos Estados Unidos

Enquanto Trump discursava, a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, rasgou um papel com trechos da fala do republicano

Foto: Reprodução
Enquanto Trump discursava, a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, rasgou um papel com trechos da fala do republicano. (Foto: Reprodução)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez na terça-feira (04) o último Discurso do Estado da União deste mandato. De olho na reeleição em novembro, o republicano reforçou promessas de campanha enquanto comemorou números da economia e ações militares — como a que resultou na morte do general iraniano Qassem Soleimani, considerado chefe terrorista pela Casa Branca

“O Estado da União é mais forte do que nunca”, disse Trump ao abrir o discurso. Durante a fala, ele não mencionou o julgamento do pedido de impeachment do qual é alvo.

Ao chegar ao púlpito, Trump ignorou a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, que havia estendido a mão para cumprimentá-lo. A deputada — uma das principais opositoras do republicano e responsável por abrir o inquérito de impeachment — rasgou, então, o papel com os trechos do discurso de Trump, que havia recebido do presidente.

Em um momento em que arrancou aplausos, o presidente promoveu — de surpresa — o reencontro de um militar que servia no Afeganistão com a mulher e os filhos. Para Trump, o momento é de “acabar com as guerras norte-americanas no Oriente Médio”.

O reforço à política migratória foi abordado por Trump durante o discurso. O republicano celebrou o andamento da política de “capturar e expulsar” e as operações na fronteira com o México.

“Meu governo acabou com a política de capturar e libertar. Agora, se você entrar ilegalmente, vai ser pego e rapidamente retirado do país”, assegurou.
Trump prometeu que, no próximo ano, o muro na fronteira com o México será entregue com cerca de 800 quilômetros de extensão.

El reforçou os dados positivos da economia, um dos principais trunfos do republicano rumo à reeleição em novembro. Trump celebrou os baixos índices de desemprego – “os menores do século”, segundo ele – e falou em uma “explosão azul”, referindo-se aos índices positivos e à retomada da confiança do consumidor.

O Discurso do Estado da União é o relatório apresentado anualmente pelo presidente dos Estados Unidos na presença do Congresso.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Lula pede autorização para visitar o Papa na semana que vem
Corpo é encontrado com as mãos e pés amarrados na orla do Guaíba, em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar