Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Brasil Desembargadora é denunciada por afirmar que Marielle Franco era “engajada com bandidos”

Eles são acusados de obstrução de Justiça, porte de arma e associação criminosa. (Foto: Guilherme Cunha/Alerj)

A desembargadora, Marília de Castro Neves Vieira, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, virou ré por ter postado em rede social que a vereadora Marielle Franco era “engajada com bandidos”. A decisão foi da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que aceitou a queixa da família da vereadora. Marielle foi assassinada em março de 2018.

Por ter atribuído à Marielle a participação em uma organização criminosa, afirmando que a vereadora teria sido eleita pelo Comando Vermelho, A desembargadora responderá pelo crime de calúnia. A relatora do caso, Laurita Vaz, aceitou parcialmente a queixa da família, que alegava também que Vieira teria imputado crimes tipificados no código eleitoral à Marielle.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

13º salário antecipado para aposentados: saiba quem tem direito e como solicitar
Confira perguntas e respostas sobre o FGTS
Deixe seu comentário
Pode te interessar