Domingo, 07 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Notícias DMLU promove ações em alusão aos 29 anos da Coleta Seletiva

Compartilhe esta notícia:

DMLU realizou Tour dos resíduos para gestores do CRIPs. (Foto: Tassiane Costeira/DMLU PMPA)

Uma série de atividades marcaram as comemorações do aniversário de 29 anos da Coleta Seletiva, em Porto Alegre. A ação, realizada pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), teve como objetivo mostrar os serviços oferecidos e trabalhar a educação ambiental em conjunto com a população, conscientizando sobre a necessidade da segregação correta de resíduos.

O departamento ofereceu uma formação sobre Gestão de Resíduos no Hospital Porto Alegre. Além disso, promoveu um Tour dos Resíduos para os gestores do Centros de Relações Institucionais e Participativas (Crips) das regiões Centro Sul, Extremo Sul e Ilhas. Durante o tour, foram esclarecidas questões como a segregação de diversos tipos de materiais, o processo de compostagem e o caminho que o resíduo percorre até o descarte final, no aterro sanitário de Minas do Leão.

“Como nós lidamos diretamente com a comunidade, este tour é muito importante porque conseguimos ter o conhecimento direto de como funciona toda a estrutura de trabalho, desde o recolhimento até a destino final. E podemos ter mais ciência para passar informação para a população’’, ressalta Fabiano Souza, gerente dos Centros de Relações Institucionais e Participativas (Crips).

Na formação sobre Gestão de Resíduos, o objetivo foi conscientizar os funcionários do Hospital Porto Alegre sobre a segregação correta e destinação final dos materiais. A técnica de segurança do trabalho, Marisa Almeida, destaca a importância do gerenciamento de resíduos na área hospitalar: “Mesmo com tanto tempo de gerenciamento de resíduos no hospital, ainda temos muita dificuldade em fazer as pessoas entenderem como segregar os resíduos corretamente”.

Segundo o secretário de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, os 29 anos da Coleta Seletiva servem para destacar a relevância de cada um de nós para com a cidade. “A falta de separação correta dos resíduos pela população causa, além de graves impactos ambientais, danos financeiros aos próprios contribuintes, tendo em vista que todos os anos quase R$ 9 milhões são gastos para aterrar resíduos com potencial de reciclagem”, afirma.

Para o secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Germano Bremm, a data representa uma oportunidade de fortalecer a Política Nacional de Resíduos Sólidos e de ampliar o trabalho de sensibilização da população para o correto encaminhamento dos resíduos. “Temos quase 30 anos de trabalho nesta área e ainda há muita gente que mistura os resíduos. Ser sustentável é uma escolha e, por isso, ações de sensibilização são fundamentais”, destaca.

Sinalizações
As nove Unidades de Destino Certo (Ecopontos) do departamento receberam novas sinalizações. As placas têm informações sobre o que pode ser descartado no local (podas e galhos, caliça e restos de obras, madeiras e móveis, eletrodomésticos e sucata ferrosa), assim como o quantitativo máximo de descarte de 1m³ por dia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Nova Petrópolis sedia 47° Festival Internacional de Folclore neste mês
Um projeto da prefeitura de Porto Alegre prevê o investimento de mais de 60 milhões de reais em moradias para famílias de baixa renda
Deixe seu comentário
Pode te interessar