Sexta-feira, 03 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
10°
Fair

Porto Alegre Campanha do Agasalho de Porto Alegre chega a quase 33 mil peças distribuídas

Compartilhe esta notícia:

Primeira-dama Tainá Vidal acompanhou, nesta quinta, entrega de mais 3 mil donativos.

Foto: Alex Rocha/PMPA
Primeira-dama Tainá Vidal acompanhou, nesta quinta, entrega de mais 3 mil donativos. (Foto: Alex Rocha/PMPA)

A primeira-dama de Porto Alegre, Tainá Vidal, e a presidente da Fasc (Fundação de Assistência Social e Cidadania), Vera Ponzio, acompanharam a entrega de 3 mil peças de roupas da Campanha do Agasalho 2020 ao Instituto Pobres Servos da Divina Providência – Centro de Educação Profissional São João Calábria nesta quinta-feira (4).

Com essa entrega, a campanha chega a 32.657 agasalhos distribuídos, beneficiando 11.761 pessoas de 37 instituições. Pelo Instituto Pobres Servos da Divina Providência, são atendidas em torno de 30 mil pessoas em situação de vulnerabilidade por ano.

Com o tema Suas roupas já podem sair de casa para abraçar alguém, a Campanha do Agasalho 2020 vai beneficiar 142 organizações cadastradas na Fasc, albergues, abrigos, Centros Pop, pessoas assistidas nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), Creas (Centros de Referência Especializados de Assistência Social), CDI (Centros Dia do Idoso) e Crips (Centros de Relações Institucionais e Participativas), povos indígenas e quilombolas.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, as peças doadas passam por quarentena, ficando 14 dias em local arejado e ensolarado, para só então serem triadas e embaladas para distribuição. As entregas são agendadas para não haver aglomeração de pessoas.

“Nossa preocupação é que as doações cheguem a quem realmente precisa. Por isso, fazemos questão de que, tão logo as roupas estejam organizadas, sejam repassadas às instituições cadastradas e às comunidades atendidas pelos serviços da Fasc”, diz Tainá Vidal.

A presidente da Fasc, Vera Ponzio, enfatiza a importância de acompanhar a triagem e a entrega dos agasalhos. “Ouvir histórias de pessoas que saíram da rua para um teto é afirmar o propósito de transformar a vida delas. Nosso trabalho não se trata somente de fornecer agasalho, mas também de acolher pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social”, afirma. “Fazemos a triagem das roupas e distribuímos de acordo com a modalidade de cada serviço. São destinadas cerca de 500 peças por semana, conta a diretora operacional do Instituto Pobres Servos da Divina Providência – Centro de Educação Profissional São João Calábria, Marinês Lorenzatto Zanella.

As doações, iniciativas e pontos de coleta da campanha podem ser acompanhados no portal da prefeitura e no App #EUFAÇOPOA. A 99, empresa de aplicativo de transporte individual, oferece voucher de desconto para corridas até os pontos de coleta com drive-thrus.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Começa implantação da plataforma Córtex na rede municipal de ensino
Senado aprova liberação de R$ 3 bilhões para ajudar setor cultural
Deixe seu comentário
Pode te interessar