Domingo, 20 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Mundo Documentário com acusações de pedofilia contra Michael Jackson estreia nos Estados Unidos

Compartilhe esta notícia:

Michael Jackson com James Safechuck. (Foto: Reprodução/Twitter)

A primeira parte do documentário “Leaving Neverland”, do diretor Dan Reed, foi exibida pela HBO, nos Estados Unidos. Em duas horas de transmissão, James Safechuck, 40 anos, e Wade Robson, 36 anos, que afirmam ter sido abusados sexualmente por Michael Jackson quando eram crianças, contam detalhes sobre a relação deles com o cantor.

Safechuck conheceu Jackson aos 10 anos, quando foi escalado para um comercial da Pepsi. Já Robson, que se tornou coreógrafo, encontrou o artista pela primeira vez aos 7 anos, após vencer uma competição de dança.

“Todo mundo queria conhecer ou estar com Michael”, diz James no início do filme. Neverland é o complexo onde Jackson vivia, na Califórnia, e incluía um parque de diversões, um zoológico e uma estação de trem. No documentário, é retratado como o lugar perfeito para manter as crianças longe dos pais.

Safechuck e Robson dizem que suas famílias tinham quartos em uma casa de hóspedes, separada da residência principal em que eles ficavam com Jackson. Uma das sequências mais chocantes do filme é quando James relembra em que cômodos de Neverland foi abusado pelo cantor, como no quarto de Jackson que possuía um sistema de alarme para avisar se alguém estivesse chegando perto.

Em uma cena, James mostra um anel de ouro com diamantes. A joia teria sido um presente do artista para usar em uma cerimônia de casamento de brincadeira entre os dois. Os defensores de Jackson apontam que tanto Safechuck quanto Robson disseram às autoridades no passado que eles não foram molestados por Jackson, e que Robson defendeu o cantor durante o julgamento.

A segunda e última parte do documentário foi exibida nos Estados Unidos na noite desta segunda (4), também pelo canal HBO. Esta metade do documentário mostra o julgamento de Jackson e apresenta as esposas de Robson e Safechuck.

Jackson construiu confiança com as famílias

Ele nutriu relacionamentos, inclusive com as mães dos meninos. Ele passava horas no telefone com James e Wade, mas também ligava para as mães, só para conversar com elas.

Jackson também passou um tempo na casa modesta da Safechucks em Simi Valley, Califórnia. Ele poderia estar em qualquer lugar do mundo, Stephanie disse, mas ele escolheu estar com eles.

Apoio dos fãs

Antes da transmissão de domingo começar, a conta oficial de Michael Jackson no Instagram publicou um post que convidava os fãs a assistirem a um show do cantor da turnê The Dangerous Tour, na Romênia, disponível no site do cantor. Fãs de Jackson publicaram mensagens de apoio ao cantor nas redes sociais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Novo escândalo no Facebook! Seu número de telefone pode não estar seguro
Procuradores da Operação Lava-Jato temem que o Supremo mude as regras para o julgamento da prática de caixa 2
Deixe seu comentário
Pode te interessar