Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Rain

Capa – Caderno 1 Duas praias japonesas devastadas pelo tsunami de 2011 reabriram após 8 anos

Compartilhe esta notícia:

As praias ficam localizadas na cidade de Soma e Ishinomaki. (Foto: Reprodução)

Duas praias no Nordeste do Japão que foram devastadas pelo tsunami de 2011 foram abertas ao público, após a comprovação de que os níveis de radioatividade eram adequados, oito anos depois do desastre.

A reabertura das duas praias, localizadas na cidade de Soma (província de Fukushima) e Ishinomaki (província de Miyagi), coincide com uma onda de calor que castiga o país desde a última semana e que já causou pelo menos 30 mortes.

Durante os meses no verão, estas áreas litorâneas recebiam entre 30 mil e 50 mil visitantes antes do fortíssimo terremoto de 9 graus da escala Richter e o posterior tsunami que causou o desastre da usina de Fukushima Daiichi, segundo números da agência japonesa de notícias “Kyodo”.

Os controles de qualidade realizados pelas autoridades locais de Soma desde 2015 demonstraram que os níveis de radioatividade estão abaixo dos mínimos estabelecidos pelas normas de segurança da praia.

Os diques que ficaram danificados também foram reconstruídos e os materiais que foram arrastados se reconstruíram os diques que ficaram danificado e eliminado os materiais arrastados para a costa depois do tsunami foram eliminados.

Ajuda as vítimas de inundações

Taiwan se comprometeu a doar 20 milhões de ienes (US$180.000) para ajudar as vítimas de inundações e deslizamentos no oeste do Japão causados por chuvas sem precedentes.

“Para demonstrar a preocupação do governo de Taiwan e sua população, foi decidido doar cerca de NT$6 milhões (20 milhões de ienes) para alívio de desastre”, disse o Ministério de Relações Exteriores em uma declaração.

“Esperamos que a área do desastre seja reconstruída brevemente e sua população retorne à vida normal assim que possível”, disse.

O desastre no oeste do Japão causou a morte de 126 pessoas, com 80 desaparecidos e dezenas de pessoas em abrigos.

Apesar da falta de relações diplomáticas com o Japão, o ministério disse que a relação de Taiwan com o vizinho tem sido substancial, amigável e próxima.

Visitas bilaterais têm sido robustas e quando um lado é atingido por um desastre natural, o outro sempre oferece um mão auxiliadora.

Após devastador terremoto e tsunami de 2011 no Japão, Taiwan doou cerca de 20 bilhões de ienes em fundos de alívio, ou mais do que qualquer outro país ou região no mundo.

Em 1999, quando Taiwan foi atingida por um forte terremoto, o Japão despachou a maior equipe para dar assistência e doou NT$1,1 bilhão (US$ 37 milhões) em fundos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

É difícil captar recursos para projetos de tecnologia no País
Disputado entre o PT e o PDT, o PCdoB pede a união da esquerda para as eleições de outubro
Deixe seu comentário
Pode te interessar