Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Porto Alegre Em razão da pandemia de coronavírus, a EPTC promove a campanha para o Maio Amarelo nas redes sociais

Compartilhe esta notícia:

Objetivo é conscientizar a população sobre os riscos da irresponsabilidade no trânsito

Foto: Cesar Lopes/PMPA
Objetivo é conscientizar a população sobre os riscos da irresponsabilidade no trânsito. (Foto: Cesar Lopes/PMPA)

Em razão da pandemia do novo coronavírus, o Movimento Maio Amarelo será diferente este ano. Para evitar aglomerações, as ações externas foram adiadas para setembro.

Contudo, seguindo as orientações da organização do movimento, a Prefeitura de Porto Alegre, por meio da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), realizará uma grande campanha em suas redes sociais com o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos da irresponsabilidade no trânsito.

De acordo com levantamento da Ciet (Coordenação de Indicadores e Engenharia de Tráfego), de janeiro a abril, Porto Alegre registrou 26 vítimas fatais de acidentes de trânsito, mesmo número de 2019. Desse total, as maiores vítimas foram pedestres (42,3%) e motociclistas (34,61%). Em abril foram três mortes, uma a menos que no mesmo período do ano passado, porém, os três casos tiveram envolvimento de motocicletas.

O Movimento Maio Amarelo nas redes sociais visa alertar a população sobre o número de mortos e feridos decorrentes de acidentes de trânsito para que haja uma grande mudança comportamental entre todos os participantes que constroem o trânsito na cidade: motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. A partir do slogan “Perceba o risco. Proteja a vida!”, a campanha também conta com alertas sobre a Covid-19, já que a Capital adota medidas para conter a doença.

“As pessoas precisam perceber os riscos em ambos os casos. Não usar o cinto de segurança é tão perigoso quanto sair na rua sem máscara no momento. As duas situações colocam a vida de muita gente em risco. É por isso que, ao longo da campanha, iremos associar uma coisa à outra, tentando alertar e conscientizar o maior número de pessoas sobre os perigos desses atos irresponsáveis”, explica o diretor-presidente da EPTC, Fabio Berwanger Juliano.

“A imprudência no trânsito também mata, e dependemos da responsabilidade de cada um para evitar acidentes que afetam milhares de famílias todo ano. No trânsito também devemos perceber os riscos e seguir as medidas de segurança”, complementa o secretário Extraordinário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Rodrigo Mata Tortoriello.

Atividades online

Serão disponibilizadas atividades online, ao longo do mês, com ênfase em Educação para Mobilidade, que incluem orientações sobre segurança na circulação diante da Pandemia pelo Coronavírus. O material será produzido pela CEM (Coordenação de Educação para Mobilidade).

Maio Amarelo

A proposta do movimento mundial é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. O objetivo é estimular a participação da população, empresas, governos e entidades nessa conscientização.

Maio foi o mês escolhido porque, em 11 de maio de 2011, a ONU (Organização das Nações Unidas) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. A cor amarelo representa atenção e advertência na sinalização de trânsito.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Cafés da Espanha reabrem após queda no total de mortes por coronavírus
Quase metade dos internados por coronavírus no Brasil têm entre 20 e 59 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar