Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Rio Grande do Sul Escolhido por Bolsonaro, Carlos Bulhões toma posse como novo reitor da UFRGS

Compartilhe esta notícia:

Vice-reitora Patricia Pranke e o reitor Carlos Bulhões

Foto: Divulgação
Vice-reitora Patricia Pranke e o reitor Carlos Bulhões. (Foto: Divulgação)

O professor Carlos André Bulhões foi empossado, na manhã desta segunda-feira (21), no cargo de reitor da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) para o período de 2020 a 2024.

O termo de posse da nova vice-reitora, professora Patricia Pranke, será efetivado no dia 29 deste mês, conforme orientação do Ministério da Educação.

Segundo o reitor, o início dos trabalhos da nova gestão será marcado por muito diálogo e algumas modificações estratégicas na estrutura organizacional. “A soma da expertise do quadro funcional que permanece e dos novos colaboradores da Administração Central busca seguir a trajetória de excelência da UFRGS”, apontou Bulhões.

A agenda prevista para os primeiros dias do mandato contempla visitas do reitor a todas as unidades acadêmicas, buscando pacificar o ambiente institucional. “Para enfrentarmos as dificuldades que se apresentam no horizonte, precisaremos, mais do que nunca, resgatar o nosso propósito comum de seguir fazendo da UFRGS uma das maiores instituições de ensino superior deste País”, destacou o professor.

Nomeação e protestos

O presidente Jair Bolsonaro nomeou Bulhões como reitor da UFRGS na semana passada. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União.

A nomeação causou descontentamento em parte da comunidade acadêmica por Bulhões não ter sido o mais votado na eleição, que ocorreu de forma virtual devido à pandemia de coronavírus.

Os atuais reitor e vice-reitora da universidade, Rui Oppermann e Jane Tutikian, venceram o pleito. Em segundo lugar, ficou a chapa de Karla Maria Müller e Cláudia Wasserman. Já Bulhões e Patrícia Helena Lucas Pranke ficaram na terceira posição na consulta.

O DCE (Diretório Central dos Estudantes) da UFRGS realizou manifestações contra a nomeação de Bulhões, alegando intervenção do governo federal na universidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Sine de Porto Alegre oferece mais de 40 vagas de emprego
Hospital de Clínicas de Porto Alegre amplia cirurgias eletivas
Deixe seu comentário
Pode te interessar