Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Estado e municípios buscam soluções para o Vale do Taquari no combate ao coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Secretaria da Saúde e prefeitos do Vale do Taquari em videoconferência nesta quinta-feira.

Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES
Secretaria da Saúde e prefeitos do Vale do Taquari em videoconferência nesta quinta-feira. (Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES)

Prefeitos dos municípios do Vale do Taquari e integrantes da Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul) conversaram em videoconferência com a secretária da Saúde, Arita Bergmann, e demais diretores da SES (Secretaria da Saúde), na tarde desta quinta-feira (14). O assunto foi referente às condições da região no distanciamento controlado, decreto estadual que entrou em vigor nesta semana. “Somos a única região que ficou com a bandeira vermelha”, explicou o prefeito de Arroio do Meio, Klaus Werner Schnack, referindo-se à bandeira que cada região recebeu, indicando a circulação do vírus e a capacidade da rede hospitalar, entre outros quesitos. “Estamos buscando ajuda do governo do Estado para reverter essa situação e também para habilitar mais leitos hospitalares no combate à Covid-19”, continuou o prefeito.

A secretária Arita frisou que o decreto de distanciamento social controlado é inédito e inovador, e a cor da bandeira é definida a partir de 11 indicadores que levam em consideração a segurança da população e a economia. “Tivemos muitos debates na concepção deste modelo, com transparência e diálogo com diversos segmentos da sociedade. A principal causa do agravamento da situação da epidemia nessa região foram os casos de surtos em frigoríficos”, completou.

O diretor do Departamento de Auditoria, Bruno Naundorf, explicou aos prefeitos cada um dos critérios avaliados na região para se chegar a essa cor de bandeira, e, portanto, mais restritiva que a laranja e a amarela: “O Vale do Taquari ficou no limiar entre a bandeira vermelha e a laranja”. De acordo com o decreto, as bandeiras serão reavaliadas a cada semana e definirão as normas de abertura de cada segmento da sociedade, como comércio, serviços e indústrias. “Esperamos que as boas práticas trazidas pela epidemia continuem para sempre nas nossas rotinas, como a lavagem de mãos com freqüência e a etiqueta respiratória, por exemplo”, concluiu Arita.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Bolsonaro faz reunião virtual com presidente da Fiesp e empresários
Regra de ouro não será cumprida nos próximos anos, diz secretário
Deixe seu comentário
Pode te interessar