Sexta-feira, 03 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Partly Cloudy

Brasil Ex-assessora de Bolsonaro é acusada de realizar “rachadinhas” e enviava 80% do salário para Queiroz

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) levantou informações referentes à movimentações atípicas na conta corrente da filha de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Nathália Queiroz. Entre junho e novembro de 2018, Nathália recebeu, pelo cargo de assessora do presidente Jair Bolsonaro no período em que ele era parlamentar na Câmara dos Deputados, R$101 mil. Desse total, ela encaminhava cerca de 80% para o pai, segundo o Coaf. Entretanto, a filha de Queiroz jamais exerceu o cargo na assessoria, já que, apesar dos registros constarem que a mesma comparecia na Câmara, ela nunca trabalhou no local.

Fabrício atualmente é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP/RJ) pelo crime intitulado de “rachadinha”, em que servidores devolvem parte do salário que recebem aos deputados pelos quais foram nomeados. Em fevereiro deste ano, Querioza confirmou a prática, afirmando que ele e outros servidores do gabinete de Flávio Bolsonaro devolviam uma porcentagem do salário ao filho do agora presidente, que, por sua vez, utilizava o dinheiro para ampliar a rede de colaboradores dele.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Após liberação de Eduardo Leite, trecho que liga Carazinho e Não-Me-Toque passará por reforma
Visitantes terão 24 dias para celebrar a Páscoa em Gramado
Deixe seu comentário
Pode te interessar